Repórter é agredida ao vivo: “Levei até soco no rosto” – veja o vídeo

TAG Notícias

Equipe de reportagem foi hostilizada e atacada durante um link ao vivo

Uma equipe de jornalismo da TV Record Itapoan, de Salvador, foi hostilizada e agredida na manhã desta segunda-feira.

+ Luto: Padre Marcelo é encontrado morto e polícia investiga causa da morte

A repórter Tarsilla Alvarindo e o cinegrafista George Luís noticiavam ao vivo um acidente de trânsito no bairro da Paz em Salvador, mais precisamente na Avenida Orlando Gomes, quando foram agredidos por dois homens.

Um pouco afastada de onde o acidente aconteceu, Tarsilla Alvarindo fazia a cobertura quando dois familiares da vítima se aproximaram e solicitaram que o local não fosse filmado.

Em seu instagram, Tarsilla Alvarindo contou o que houve:

“Infelizmente, comecei o dia mirando em uma semana leve, mas não foi o que aconteceu. Eu fui agredida agora a pouco durante um link noticiando um acidente. Inicialmente, um familiar me pediu que a gente não filmasse, não mostrasse ninguém. Eu respeitei aquele momento, conversei com ele, disse que não mostraríamos de perto como eu fiz, entramos [no ar] de longe, falei que tinha acontecido um acidente e que uma pessoa foi a óbito.”

 

É possível ver no vídeo divulgado o momento em que os homens partem para cima do cinegrafista, e este reagiu à agressão. Durante seu relato no instagram, a jornalista, que no momento da confusão acabou levando um soco, falou que apenas mencionou na reportagem quem um homem foi a óbito depois de um acidente, sem revelar nome ou rostos, e mesmo assim foram agredidos.

 

A transmissão foi interrompida no momento em que e equipe de TV percebeu que a jornalista e o cinegrafista estavam sendo agredidos, mas ainda assim, uma parte da briga chegou a ser transmitida ao vivo durante o programa “Bahia no Ar”.

+ Vídeo tragédia: Avião cai com 72 passageiros, 67 morrem e momento exato da queda é filmado

No vídeo completo, os gritos da repórter desesperada quando percebeu que um dos suspeitos estava armado aparecem nitidamente.

Os dois agressores foram levados à uma delegacia, e a equipe relatou que a polícia demorou para agir.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2007