Suspeitos da chacina que matou 9 pessoas na Bahia morrem em confronto com a polícia

TAG Notícias

Dois indivíduos suspeitos de participar do ato criminoso que resultou na morte de nove pessoas em Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador, foram mortos em um confronto com agentes da polícia civil durante a madrugada desta terça-feira (29). Outro suspeito foi detido, enquanto um quarto indivíduo permanece sendo procurado.

De acordo com informações da Polícia Civil, os suspeitos foram localizados em uma área de vegetação por equipes do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), do Departamento Especializado de Investigação e Repressão ao Narcotráfico (Denarc) e da Coordenação de Operações e Recursos Especiais (Core).

Leia também: Ginasta Laís Souza revela abusos de cuidadores após acidente que a deixou tetraplégica

Até o momento, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) não divulgou os nomes das vítimas nem a motivação por trás do crime. A polícia está realizando exames para identificar as vítimas.

Um quarto envolvido no incidente ainda está sendo procurado em uma área de mata. No momento da abordagem, foram apreendidas duas pistolas, carregadores, munição, rádios comunicadores e porções de substâncias entorpecentes.

O material apreendido será encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) para análise.

Com o trio foram apreendidos duas pistolas, carregadores, munições, rádios comunicadores e porções de drogas (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Com o trio foram apreendidos duas pistolas, carregadores, munições, rádios comunicadores e porções de drogas (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Detalhes sobre a chacina

Os corpos das vítimas foram encontrados na manhã de segunda-feira (28). Entre as nove vítimas, havia seis adultos e três crianças.

Cinco dos corpos estavam completamente carbonizados, dois parcialmente queimados e dois apresentavam ferimentos de arma de fogo sem queimaduras.

Apenas um adolescente de 12 anos sobreviveu. Ele foi hospitalizado e prestou depoimento à polícia, embora os detalhes do depoimento ainda não tenham sido divulgados.

O adolescente, que sobreviveu com queimaduras em mais de 50% do corpo, estava consciente quando foi resgatado para o hospital.

As duas mulheres mortas a tiros eram moradoras da casa vizinha. A identidade delas não foi divulgada. Segundo informações da polícia, as vítimas estavam na sala de estar, e uma delas apresentava marcas de cortes no corpo.

Os corpos foram encontrados em duas residências adjacentes, localizadas na área conhecida como Portal do Lunda, na zona rural da cidade, próxima a uma escola municipal.

Quanto às vítimas carbonizadas, a Polícia Civil ainda não divulgou suas identidades ou idades devido às condições dos corpos. No entanto, o Departamento de Polícia Técnica (DPT) confirmou que pelo menos uma das vítimas é do sexo masculino.

A Polícia Civil informou que equipes do DPT estão conduzindo exames para identificação das vítimas e outros procedimentos periciais. Além do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), investigadores de diferentes departamentos operacionais da Polícia Civil estão colaborando nas investigações.

Diante do ocorrido, a SSP-BA ordenou um reforço na segurança na região onde os homicídios ocorreram.

Até o momento, nem o governador do estado nem o secretário de Segurança Pública se manifestaram sobre o caso. A Bahia registrou o maior número de mortes violentas no primeiro trimestre de 2023, conforme relatado pelo Monitor da Violência.

Durante esse período, 1.289 mortes foram registradas em decorrência de feminicídios, homicídios dolosos, latrocínios ou lesões corporais seguidas de morte.

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1045