Chefão do Tráfico Fecha Igrejas Católicas no Rio de Janeiro

suspensão

No último sábado (6/7), pelo menos três igrejas católicas do Rio de Janeiro (RJ) suspenderam suas atividades após uma ordem de Álvaro Malaquias Santa Rosa, conhecido como Peixão, líder do tráfico no Complexo de Israel. De acordo com o jornal O Dia, moradores relataram que homens armados foram até as paróquias comunicar a decisão do traficante.

Leia também: Ex-prefeito de Duque de Caxias é alvo da PF em caso que apura fraudes em cartão de vacina

As igrejas afetadas são a Paróquia Santa Edwiges, em Parada de Lucas; Nossa Senhora da Conceição e São Justino, e Santa Cecília, localizadas em Brás de Pina. Todas publicaram comunicados em suas redes sociais informando o cancelamento das atividades.

A Paróquia Santa Cecília anunciou a suspensão temporária de todos os compromissos, enquanto a Santa Edwiges cancelou uma festa julina programada para o fim de semana. A Paróquia Nossa Senhora da Conceição e São Justino mencionou que as missas, reuniões e demais atividades estão suspensas “até segunda ordem”. Os motivos específicos para os fechamentos não foram divulgados.

Peixão: O Chefão do Tráfico

Peixão, procurado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, é suspeito de comandar a distribuição de drogas nas regiões da Cidade Alta e Vigário Geral. Em consulta sobre o fechamento das igrejas, a Polícia Civil ainda não se manifestou.

De acordo com o portal G1, Peixão foi criado por sua mãe, que é umbandista, mas atualmente é evangélico e tem promovido atos de intolerância religiosa nas áreas sob seu controle.

Para se manter atualizado sobre este e outros assuntos importantes, siga a gente no Google News

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1069

Deixe um comentário