Vai Que Cola: Globo admite problema nos bastidores e investiga assédio

Após alegações de agressão física e uma carta aberta de roteiristas, a emissora confirma estar conduzindo uma investigação a respeito dos problemas que envolvem o programa humorístico 'Vai Que Cola', transmitido pelo canal Multishow e reprisado na TV aberta aos domingos.
TAG Notícias

Na sexta-feira, 25, a Globo, que até então permanecia em silêncio sobre as alegações de problemas nos bastidores do programa ‘Vai Que Cola’, confirmou oficialmente que está em andamento uma investigação para abordar as questões que envolvem o programa de comédia. Essas alegações incluem denúncias de agressão física e uma carta aberta emitida por roteiristas.

A emissora declarou: “A Globo reafirma que não tolera comportamentos abusivos em suas equipes e, nesse sentido, mantém um canal aberto para denúncias de violação às regras do Código de Ética do Grupo Globo, que deve ser seguido por todos os seus colaboradores. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas”, conforme comunicado enviado ao portal Terra.

Leia também: Após fala machista, Alex Atala se desculpa com Helena Rizzo

A resposta da Globo também abrange a afirmação de que, logo após tomar conhecimento dos problemas nos bastidores do programa ‘Vai Que Cola’, a emissora tomou medidas para ouvir as lideranças criativas envolvidas. Além disso, o canal Multishow, responsável pela transmissão do programa, afirmou que está acompanhando o caso em conjunto com a Globo, com o objetivo de revisar processos e implementar medidas corretivas.

O contexto por trás da crise no programa

Desde o dia 9 de agosto de 2023, o programa humorístico ‘Vai Que Cola’ tem estado envolto em uma crise pública, iniciada com a demissão do ex-participante do BBB, André Gabeh, que fazia parte da equipe de roteiristas. De acordo com uma carta aberta assinada por profissionais da redação, membros do elenco teriam exigido a demissão de Gabeh devido a insatisfações com piadas apresentadas no programa. No entanto, a pressão não teria se limitado somente a André Gabeh, mas estendido a todo o grupo de roteiristas.

No comunicado redigido por um coletivo de roteiristas, destacou-se que eles estão dispostos a aceitar críticas construtivas, porém, acreditam que os atores do elenco têm interferido de maneira abusiva e baseado argumentos no seu gosto pessoal em relação ao enredo do programa ‘Vai Que Cola’. Adicionalmente, foi relatado que alguns atores teriam submetido os roteiristas a abusos psicológicos.

Um trecho da carta explica: “Atualmente a atmosfera de trabalho é de apreensão e medo, pois os roteiros recebem diversas críticas infundadas e abstratas. Críticas estas que dizem respeito, na maior parte dos casos, aos gostos pessoais e não à técnica e podem ter consequências desastrosas, como a recente demissão do roteirista André Gabeh”.

Nas redes sociais, André Gabeh expressou gratidão pela empatia dos outros roteiristas e se apresentou como vítima de injustiça. Ele afirmou: “Se posicionaram por humanidade, se posicionaram por generosidade e também se posicionaram por se respeitarem, por se saberem valorosos, importantes e relevantes”.

O posicionamento de Cacau Protasio

Cacau Protasio, intérprete da personagem Terezinha no programa, utilizou suas redes sociais para compartilhar sua perspectiva sobre a polêmica. Em um depoimento, ela negou que os atores tenham solicitado a demissão de André Gabeh e lamentou a situação complexa que envolve os roteiristas.

Cacau afirmou: “Eu lamento muito pela demissão de qualquer pessoa e eu, Cacau Protásio, repito aqui: não tenho poder e direito de pedir a demissão de alguém, pois sou funcionária da emissora. Em uma produção, cada peça exerce sua função e seu papel. No caso específico dos roteiros, recebemos antes das gravações e neles não constam os nomes dos autores de cada episódio. É normal que ocorram adaptações por parte dos atores, para que possam ficar dentro da nossa embocadura”.

Enquanto Cacau Protasio se manifestou, os outros membros do elenco do programa ‘Vai Que Cola’, como Dona Jô (Catarina Abdala), Ferdinando (Marcus Majella), Jéssica (Samantha Schmütz), Velna (Fiorella Mattheis) e Máicol (Emiliano D’Avila), permanecem em silêncio sobre o assunto.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2105