São Camilo decide não expulsar alunos de medicina envolvidos em escândalo de atos obscenos

TAG Notícias

O Centro Universitário São Camilo anunciou que não tomará a medida de expulsar os estudantes de Medicina envolvidos em comportamentos inapropriados durante os jogos universitários ocorridos em abril deste ano, na cidade de São Carlos, no interior de São Paulo.

Vídeos que se espalharam pelas redes sociais mostram alunos da universidade baixando suas roupas e exibindo suas nádegas durante uma partida de vôlei feminino, com aproximadamente 15 estudantes envolvidos nessas ações.

Leia também: Mulher que foi arremessada de brinquedo em parque respira com ajuda de aparelhos

Em um comunicado oficial, a São Camilo explicou que optou por evitar a aplicação de medidas extremas, alegando que tais medidas poderiam resultar em injustiças. Como consequência, os alunos envolvidos serão apenas suspensos de suas atividades esportivas.

Por outro lado, a Universidade Santo Amaro decidiu expulsar 15 alunos que estavam iniciando o curso de Medicina após terem participado de uma simulação coletiva de comportamento sexual durante o evento conhecido como os jogos da CaloMed, que tinha como propósito promover a integração entre calouros e veteranos do curso.

A São Camilo expressou a preocupação de que tais ações merecem atenção, pois a exposição pública dessas imagens poderia prejudicar o futuro desses estudantes como profissionais de saúde. A universidade, comprometida com uma formação técnica e humanista, optou por mantê-los como parte de seu corpo discente, sujeitos a medidas educativas de caráter social.

Universidade alega injustiça

Além disso, a universidade argumentou que seria injusto expulsar apenas alguns alunos, enquanto outros que poderiam ter participado dessas ações, mas não aparecem nas imagens divulgadas, permaneceriam. Também afirmou que não deseja tomar decisões precipitadas baseadas em julgamentos no calor do momento, que podem resultar em erros irreversíveis.

A São Camilo considera que o comportamento registrado pelas câmeras não é exclusivo de uma dezena de alunos, mas sim um problema estrutural que precisa ser abordado de forma eficaz, mesmo que essas ações ocorram fora do campus universitário.

A nota oficial também informa que o Departamento de Psicologia da instituição estará disponível para auxiliar os alunos, os quais dedicarão parte de seu tempo livre a projetos sociais voltados para comunidades vulneráveis.

Leia também: Personal passa por cirurgia para retirar anilha de musculação do pênis

Como medida disciplinar, a reitoria da São Camilo decidiu suspender a participação dos alunos do curso de Medicina em competições esportivas por tempo indeterminado.

A universidade reforça que práticas de trote são estritamente proibidas no Centro Universitário São Camilo e reafirma seu compromisso em analisar todas as situações de acordo com seu Regulamento de Medidas Disciplinares Internas, contribuindo para a criação de um ambiente acadêmico mais saudável e a erradicação definitiva desses comportamentos inadequados.

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1688