Robinho é preso no litoral de SP pela Polícia Federal

TAG Notícias

Robson de Souza, mais conhecido como Robinho, foi preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira (21) em seu prédio no bairro Aparecida, em Santos, litoral de São Paulo. A prisão ocorreu após decisão da Justiça Federal de Santos, que atendeu à determinação da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que ele cumprisse a pena de 9 anos pelo crime de estupro coletivo, conforme condenação da justiça italiana.

Siga a gente no Google News para receber mais atualizações sobre esse caso.

A detenção de Robinho ocorreu por volta das 19h desta quinta-feira. Ele deverá passar por uma audiência de custódia ainda hoje na Justiça Federal. O ex-jogador foi condenado pela justiça italiana por um crime ocorrido em 2013 contra uma mulher albanesa em Milão.

O julgamento do pedido da Justiça Italiana pela Corte Especial do STJ resultou na condenação de Robinho a 9 anos de prisão por estupro coletivo, em regime fechado e com homologação da decisão, ou seja, prisão imediata. Após a defesa de Robinho ingressar com um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir a prisão até o fim dos recursos, o ministro Luiz Fux negou o pedido de liminar.

Leia também: Datafolha: 58% acham que Lula fez menos que o esperado até agora

O crime que levou à condenação de Robinho ocorreu em 2013, quando ele era jogador do Milan, na Itália. Após uma noite em uma boate, Robinho e outros cinco homens estupraram uma mulher albanesa, que estava inconsciente devido ao consumo excessivo de álcool. Os condenados alegam que a relação foi consensual.

A vida de Robinho em Santos era marcada por sua presença constante nas redes de futevôlei da região. Com a condenação, ele continuou praticando o esporte, preferindo convidar amigos para jogarem em sua quadra particular em Guarujá.

A legislação brasileira impede a extradição de brasileiros natos para cumprimento de penas no exterior, e o Ministério Público Federal defendeu que Robinho cumprisse a pena no Brasil. O pedido de homologação da sentença estrangeira foi apresentado pelo governo italiano em fevereiro, desencadeando o desfecho atual do caso.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2085

Deixe um comentário