PF recaptura fugitivos de penitenciária de Mossoró após 50 dias

TAG Notícias

A Polícia Federal (PF) anunciou nesta quinta-feira (4) a recaptura de Rogério da Silva e Deibson da Costa, os dois fugitivos que haviam escapado do Sistema Penitenciário Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Após 50 dias de intensa busca, a dupla foi localizada na cidade de Marabá, no Pará, a aproximadamente 1.600 km de distância do local da fuga.

“Na tarde desta quinta-feira (4), em uma ação conjunta das polícias Federal e Rodoviária Federal, foram presos, em Marabá (PA), os foragidos do Sistema Penitenciário Federal Rogério Mendonça e Deibson Nascimento”, declarou a PF em comunicado oficial.

Leia também: Dengue: São Paulo começa a vacinação de 10 a 14 anos

Segundo informações da PF, os fugitivos foram interceptados na ponte que atravessa o Rio Tocantins, onde os policiais realizaram a abordagem para evitar uma possível tentativa de fuga pelo rio. Agora, Rogério e Deibson serão conduzidos de volta ao presídio de Mossoró.

O Ministério da Justiça e da Segurança Pública mobilizou uma megaoperação para recapturar os prisioneiros, os primeiros a escaparem de uma unidade de segurança federal. Cerca de 500 policiais, entre federais, municipais e civis, além de integrantes da Força Nacional, foram envolvidos nas operações.

Durante as buscas, a PF realizou a prisão de pelo menos oito pessoas suspeitas de dar apoio aos fugitivos, sendo a última detenção registrada no início desta semana em Fortaleza. Rogério e Deibson têm ligação com o Comando Vermelho (CV), uma das maiores facções criminosas do Brasil.

Rogério da Silva Mendonça, conhecido como “Querubim”, tem 35 anos e é natural de Rio Branco, no Acre. Já Deibson Cabral Nascimento, apelidado de “Tatu”, nasceu em Brasileia (AC) e possui 33 anos.

Apesar das medidas de segurança, os detentos conseguiram escapar ao remover as luminárias de suas celas, utilizando barras de ferro, e acessar os dutos que levavam ao teto do presídio. A Corregedoria-Geral da Secretaria Nacional de Políticas Penais admitiu falhas nos procedimentos de segurança e anunciou uma nova investigação para apurar as causas da fuga e os problemas estruturais da unidade federal.

Fique por dentro das últimas notícias. Siga a gente no Google News.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1879

Deixe um comentário