Petrobras disponibiliza bombas de desalagamento e doa R$ 10 milhões em ajuda ao Rio Grande do Sul

Companhia criou também grupo de trabalho que vai formular proposta de ações estruturantes para apoio à recuperação do estado
solidariedade

A Petrobras tem atuado intensamente no socorro às vítimas da tragédia histórica no Rio Grande do Sul. As doações da companhia e de suas subsidiárias, como a Transpetro, já ultrapassam os R$ 10 milhões em recursos financeiros e equipamentos. A companhia está cedendo, a pedido do Ministério de Minas e Energia, três bombas disponíveis nas bases dos centros de defesa ambiental da companhia em Imbé (RS) e Itajaí (SC). Com capacidade de sucção de 270 metros cúbicos por hora, esses equipamentos estão ajudando a desalagar áreas menores, espaços confinados ou interiores de edificações públicas. Um dos equipamentos foi utilizado para retirar a água de áreas alagadas no bairro Sarandi, em Porto Alegre, e as outras duas estão atendendo à região metropolitana.

Leia também: O frio chegou! 8 dicas para reforçar a imunidade

Além das respostas imediatas à emergência, a Diretoria da Petrobras criou um grupo executivo para aprofundar na análise e definir ações da companhia para contribuir com o cuidado com as pessoas, trabalhadores próprios e de empresas contratadas, fornecedores e retomada da economia do Rio Grande do Sul. A expectativa é que esse grupo apresente uma proposta de ações estruturantes para o estado e em resposta a eventos climáticos extremos.

Doações

Como um dos maiores desafios enfrentados pelo estado tem sido a dificuldade de que os recursos e doações cheguem às pessoas que necessitam, a Petrobras tem intensificado sua contribuição na doação de combustíveis. Até agora já foram doados 75 mil litros de Jet A, combustível para aeronaves da FAB; 5,4 mil litros de gasolina e 920 litros de diesel que abastecem barcos, viaturas e geradores de energia dos bombeiros, o que permitiu que resgates fossem feitos também durante a noite. Somente no que tange aos combustíveis, a diretoria da Petrobras autorizou a doação do equivalente a R$ 2 milhões.

Outros R$ 2 milhões estão sendo utilizados para aquisição de itens de alimentação e higiene para as comunidades, incluindo as famílias atendidas pelo Clube de Empregados da Petrobras. Cerca de 1,9 milhão de litros de água potável já foram distribuídos, o que atendeu cerca de 100 mil pessoas por 20 dias. Também foram alugados banheiros químicos para abrigos. “Desde o primeiro momento entendemos que era preciso fazer parte da solução, sendo coerente com nossos valores de proteção dos direitos humanos. Doações de combustíveis, empréstimo de equipamentos, aquisição de água, alimentos, cobertores são alguns tipos de demanda que recebemos”, afirma José Maria Rangel, gerente Executivo de Responsabilidade Social.

Siga a gente no Google News para ficar por dentro das últimas notícias!

Numa ação voluntária, o Clube de Empregados da Petrobras, em Canoas, chegou a abrigar 600 pessoas. Esta semana, cerca de 350 pessoas permanecem acolhidas no ginásio esportivo. Algumas não têm para onde voltar por enquanto e outras demandas podem surgir em razão da desmobilização de outros abrigos. O Cepe está se organizando para que à medida que as famílias retornem para suas casas possam receber um kit com colchão, itens de higiene, cesta básica e bota e luvas para fazerem a limpeza de suas casas com segurança.

Adicionalmente, a Transpetro está em fase de aquisição de 400 colchões, mil cobertores, mil toalhas e mil cestas básicas, com parte do recurso de R$ 448 mil aprovados para doação. Uma equipe de saúde da Transpetro está realizando ações preventivas para combate de doenças infecciosas, leptospirose, saúde mental e assistência social.

Equipamentos para serviços essenciais

Em caráter de urgência, a Transpetro aprovou a passagem de uma adutora na faixa do duto Orsul, no município de Canoas, para fornecimento de água à população. Foram, ainda, doados 30 metros de barreiras de contenção, equipamento de segurança para situações de emergência, para que o Departamento Municipal de Águas e Esgotos conseguisse retomar a captação e reestabelecer a distribuição de água na região metropolitana de Porto Alegre. Na última semana, foi cedido um helicóptero para transporte de gêneros essenciais, como alimentos e medicamentos. Em nove dias de operação, foram realizadas 24 horas de voo para transporte de carga superior a 20 mil quilos, um custo de R$ 1,94 milhões.

Receba nossas notícias em tempo real no whatsapp

Para apoiar a logística de distribuição das doações, a Transpetro disponibilizou uma van de carga, 3 caminhões 3/4, 1 caminhão truck, 1 carreta e 8 pickups. Os veículos chegaram de diferentes regiões do Brasil, como São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Uma tenda e banheiros químicos foram alugadas para ponto de apoio comunitário em Rio Grande. Também foram doados equipamentos e utensílios de cozinha, como fogão industrial, freezer e pia entre outros itens para a montagem de uma cozinha solidária no Sindipetro no Rio Grande de Sul, onde estão sendo produzidas cerca de 600 refeições por dia.

Projetos patrocinados

Também de forma voluntária, o Centro de Formação Teresa Verzeri, que executa o projeto Criança Cidadã, patrocinado pela Petrobras, está promovendo ações de entretenimento para crianças e idosos que estão no Cepe, importante apoio psicológico nesse momento de dificuldade. Nos próximos dias também serão entregues cobertores, colchões e lonas para atender a indígenas guaranis que participam do projeto Ar Água Terra, patrocinado pela Petrobras, e tiveram seus territórios alagados, e outras demandas das prefeituras de Canoas e Esteio.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1988

Deixe um comentário