O frio chegou! 8 dicas para reforçar a imunidade

Confira o que você precisa saber para passar pela época mais fria do ano com saúde e bem-estar
cuide-se

À medida que as temperaturas começam a cair, a incidência de resfriados, gripes e outras infecções respiratórias aumentam. Isso porque passamos mais tempo em ambientes fechados, facilitando a disseminação de vírus e bactérias. Por isso, é importante focar na manutenção e fortalecimento do sistema imunológico durante os meses mais frios.

Leia também: Detecção precoce da esclerose múltipla é a chave para qualidade de vida

“Reforçar a imunidade não apenas ajuda a prevenir doenças, mas também promove uma recuperação mais rápida caso a pessoa fique doente”, coloca o médico nutrólogo Nataniel Viuniski, membro do Conselho Consultivo da Herbalife do Brasil.

Confira algumas estratégias que ajudam a fortalecer o sistema imunológico para que você possa desfrutar dos prazeres dessa época com saúde:

  1. Garanta uma boa ingestão de vitaminas e minerais

Inclua uma variedade de frutas, verduras, legumes e grãos integrais. Esses alimentos são fontes de nutrientes essenciais para o sistema imunológico, como vitamina C (presente em frutas cítricas), vitamina D (encontrada em peixes gordurosos e ovos), zinco (presentes em carnes, sementes e nozes) e selênio (encontrado em castanhas-do-pará e frutos do mar). “Seu médico ainda pode orientar a suplementação com multivitamínicos caso identifique nos exames ou pela avaliação clínica que os níveis desses nutrientes estão insuficientes”, comenta o nutrólogo.

Siga a gente no Google News para ficar por dentro das últimas notícias!

  1. Durma bem

O sono adequado é crucial para a regeneração e a função eficiente do sistema imunológico. Procure dormir entre sete e nove horas por noite. A falta de sono pode enfraquecer a resposta imunológica e aumentar as chances de infecções.

  1. Pratique exercícios

Exercícios moderados praticados com regularidade, como musculação, caminhada, ciclismo ou natação, ajudam a fortalecer o sistema imunológico, uma vez que melhoram a circulação, permitindo que as células e as substâncias do sistema imunológico tenham uma ação mais eficiente. 

  1. Gerencie o estresse

O estresse crônico pode suprimir o sistema imunológico e aumentar o risco de doenças. Por isso, procure maneiras de reduzir o estresse, como praticar meditação, ioga, técnicas de respiração profunda e realizar atividades de lazer.

  1. Mantenha-se hidratado

Muitas pessoas nem imaginam que existe uma relação entre um corpo bem hidratado e uma boa imunidade. “A hidratação é imprescindível para o bom funcionamento de todos os sistemas do organismo, inclusive o imunológico, já que a água ajuda a transportar nutrientes para as células e a eliminar toxinas do corpo”, explica o nutrólogo.

  1. Faça o consumo adequado de proteínas

Elas são essenciais para a produção de anticorpos e outras células do sistema imunológico, desempenhando um papel crucial na defesa do organismo contra infecções. Portanto, incluir fontes de proteínas de alta qualidade, como carnes magras, peixes, ovos, legumes e laticínios na dieta ajuda a manter o sistema imunológico forte e eficiente. “O ideal é consumir proteínas ao longo do dia, nas refeições principais e nos lanches. Opte por snacks que forneçam esse nutriente, como barras de proteína e iogurtes, por exemplo, ou shakes proteicos”, ensina o nutrólogo.

Receba nossas notícias em tempo real no whatsapp

  1. Evite o consumo exagerado de álcool

Bebidas alcoólicas em excesso podem comprometer o sistema imunológico, prejudicando a capacidade do corpo de combater infecções. Isso porque o álcool pode levar à desidratação, interferir na absorção de nutrientes essenciais e afetar negativamente a função dos glóbulos brancos, que são vitais para a resposta imunológica.

  1. Cuide da saúde do seu intestino

A saúde intestinal é fundamental para a saúde, pois o órgão abriga a microbiota que regula as respostas imunológicas e protege o organismo contra patógenos. Portanto, manter um equilíbrio saudável de bactérias que vivem intestino é crucial para prevenir a disbiose (desequilíbrio desse bioma). “Garantir um bom consumo de fibras é uma das maneiras de alimentar as bactérias benéficas, promovendo uma microbiota equilibrada e fortalecendo a barreira intestinal. Por isso, invista em alimentos ricos nelas ou mesmo em suplementos de fibras”, finaliza Viuniski.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1988

Deixe um comentário