MTST responde críticas sobre postagem “Bandido bom é bandido morto”

TAG Notícias

O Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) gerou uma grande repercussão nas redes sociais após uma polêmica postagem feita na Sexta-feira Santa, onde uma montagem da imagem de Jesus Cristo crucificado era acompanhada da inscrição “Bandido bom é bandido morto”, atribuída a três soldados romanos.

A postagem, feita na plataforma X (antigo Twitter), foi publicada com a legenda “Boa Sexta-feira Santa”.

Leia também: Avião que caiu após decolar do interior de SP é encontrado na Serra do Japi

https://twitter.com/mtst/status/1773733124746231886

Em resposta às críticas, o perfil oficial do MTST se pronunciou na noite de sexta-feira, destacando: “A falta de interpretação da imagem e da mensagem desse post é de se impressionar”. Foi sugerida a leitura do Evangelho de Lucas, abordando a condenação de Jesus por Pôncio Pilatos.

Uma das reações negativas veio do deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG), que afirmou que a publicação do MTST “enterrou” a candidatura a prefeito de São Paulo de Guilherme Boulos (PSol), ex-líder do movimento.

Enquanto membros da direita criticaram a postagem, setores da esquerda a defenderam como uma crítica social, lembrando ações policiais recentes contra os direitos humanos e a frase frequentemente empregada por líderes da direita.

Fique por dentro das últimas notícias. Siga a gente no Google News.

 

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2087

Deixe um comentário