Lula defende economia e destaca crescimento em emprego e investimentos

Presidente ressalta números positivos e anuncia programa de crédito para impulsionar o desenvolvimento
"bom momento"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender os números da economia, afirmando que o Brasil vive um bom momento, com dados positivos em emprego, salário e investimentos. Em um discurso recente, Lula destacou a importância do programa “Acredita” para a expansão do crédito e estímulo ao crescimento econômico.

Leia também: Brasileiros em Alta: Empresas dos EUA Atraem Talentos do Brasil

Números Positivos na Economia

“Nós vivemos um bom momento. Não sei se vocês acompanham os números da economia na televisão. Hoje temos o menor desemprego desde 2014, ou seja, o menor em 10 anos. Hoje nós temos um crescimento da massa salarial de 11,7%. Hoje temos um salário mínimo crescendo de acordo com o PIB. Hoje, os acordos são feitos salariais com aumento real. A indústria automobilística, que fazia 20 anos que não tinha investimento, eles anunciaram R$ 129 bilhões, hoje temos um PAC que investe R$ 1,7 trilhão no país”, afirmou o presidente.

Receba nossas notícias em tempo real no whatsapp

Expansão do Crédito com o Programa “Acredita”

Em um evento para lançar novos campi de universidades federais na zona leste de São Paulo, Lula destacou o programa “Acredita” como uma ferramenta essencial para estimular o crédito e o crescimento econômico no país.

“É por isso que o Haddad apresentou um programa chamado Acredita. Ele ainda não está funcionando porque não está totalmente aprovado, mas o Acredita é a mais importante política de crédito desse país. E é por isso, que eu gosto de dizer: Se tiver crédito, tem desenvolvimento econômico, tem desenvolvimento social, se tiver crédito, a economia cresce; e é por isso que nós queremos fazer política de crédito para que as pessoas tenham acesso”, disse Lula.

Desafios e Ajustes Econômicos

O presidente voltou a comparar a situação econômica que encontrou ao retornar à presidência com a “faixa de Gaza”, enfatizando que o país estava um “desastre” e que vem sendo feito um trabalho de reestruturação. Lula ressaltou que “o povo leva um tempo para amadurecer”, referindo-se ao processo de ajustes e reformas necessárias.

As declarações de Lula vêm em meio à pressão por ajustes fiscais e cortes de gastos para equilibrar as contas públicas. Recentemente, o presidente levantou o tom contra o Banco Central em relação ao corte de juros e questionou a necessidade de cortes de gastos versus aumento de arrecadação.

Impactos no Câmbio e Propostas de Revisão

O câmbio foi diretamente afetado pelas declarações, com o dólar atingindo R$ 5,59, o maior patamar desde 2022. A equipe econômica tem proposto revisões em benefícios sociais, previdência e mínimos constitucionais para controlar as despesas do governo. Embora reconheça a necessidade de revisão, Lula ainda não aceitou nenhuma proposta e solicitou novas sugestões aos ministros Fernando Haddad (Fazenda) e Simone Tebet (Planejamento).

Acompanhe as últimas notícias e atualizações sobre a economia brasileira e as políticas do governo Lula. Siga a gente no Google News: Acesse aqui.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2075

Deixe um comentário