Caos na transmissão do Carnaval: Globo desagrada telespectadores

TAG Notícias

A tradicional transmissão dos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro pela TV Globo tornou-se alvo de críticas intensas nesta edição. Ao substituir jornalistas experientes por influenciadores e atores, a emissora enfrentou problemas sérios de cobertura, negligenciando incidentes como carros quebrados, buracos entre as alas e até mesmo pequenos acidentes.

A mudança na abordagem jornalística, que privilegiou a presença de influencers e atores, resultou em uma transmissão que deixou de lado aspectos cruciais dos desfiles.

Leia também: Celebração e Encanto: O Camarote Bar Brahma e os 23 Anos de História no Carnaval Paulistano

Problemas nos carros alegóricos, atrasos e até incidentes quase fatais foram ignorados, uma vez que os apresentadores focaram mais em entretenimento do que em informação relevante.

Bruno Chateaubriand expressou sua indignação com a situação, enfatizando a falta de respeito da emissora pelos segmentos fundamentais que carregam a tradição e ancestralidade das agremiações.

“O que fazer com a emissora oficial do grupo especial? Entram no meio da apresentação do primeiro casal de Mestre-sala e Porta-bandeira do Salgueiro no terceiro módulo de julgamento. Vergonha no nível máximo. Não entendem nada! Não respeitam o segmento que carrega a ancestralidade de uma agremiação. O centro geográfico espacial de uma escola. TV Globo pagou o mico do ano”, disse o autor do livro Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Uma Arte Essencialmente Nossa.

Enquanto webcelebridades são comuns em transmissões para atrair público da internet, a TV Globo enfrentou críticas por uma transição que, aparentemente, não conquistou o público. Telespectadores reclamaram da falta de cobertura sobre os desfiles, sugerindo uma abordagem mais tradicional e informativa.

A experiência dos comentaristas, como Milton Cunha, ficou aquém das expectativas, e a ausência de uma química envolvente entre os apresentadores também foi destacada.

A insatisfação do público foi evidenciada nas redes sociais, onde telespectadores lotaram o Instagram da emissora com comentários negativos sobre a transmissão do Carnaval. Críticas à falta de profissionalismo, à qualidade da cobertura e à escolha de repórteres foram algumas das reclamações recorrentes.

Veja alguns dos diversos comentários sobre a transmissão da Globo:

“Transmissão péssima! Acompanho desde q nasci e nunca vi uma coisa tão horrorosa! Nao parecia nem a globo! Parecia uma emissora que co.rpou os direitos e tava fazendo isso pela primeira vez. O que eram aqueles dois “repórteres” no meio da galera? Não sabiam nem falar ,não tinha voz , entoação nem postura !! Eram influenceres? Espero q ano q vem seja melhor”, disse uma.

“Esse ano a transmissão da tv Globo foi horrível, apresentadores fazendo o feijão com arroz, exceto o Milton coitado dava pra ver que estava bem desconfortável.”

“Volta Chico Pinheiro a transmissão do Carnaval precisa de você.”

“A transmissão está horrível! Ninguém quer saber oq o público levou pra comer, queremos ver o desfile. Saudades transmissão de antigamente”

“Como tá o desfile ? Não sei. Não mostram. Mas e a evolução? Não tem como ver E o carro de frente? Não mostrou. E a Comissão de Frente tava boa? Não mostrou E o casal de mestre-sala e Porta bandeira? não sei nem se tá desfilando”

“A pior transmissão já vista, não há repórteres na Sapucaí, nunca vi isso acontecer, o Escobar tá inclusive de luto… o samba na Globo morreu.”

Para acompanhar notícias e atualizações sobre o Carnaval, siga a gente no Google News: Clique aqui.

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1057

Deixe um comentário