Boulos aposta em rixa com Nunes e Marçal para vencer no 1º turno em São Paulo

Boulos Intensifica Campanha em SP e Mira em Nunes e Marçal
eleições 2024

À medida que as eleições municipais em São Paulo se aproximam, o candidato Guilherme Boulos (PSOL-SP) tem focado em fortalecer seus laços com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e em formular estratégias para enfrentar seus rivais, destacando-se no cenário político polarizado.

Leia também: Lessa disse em delação que quase matou Marielle 3 meses antes

Um dos principais objetivos da campanha de Boulos é vincular o prefeito Ricardo Nunes (MDB-SP) e o coach Pablo Marçal (PRTB-SP) ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL-RJ).

De acordo com seus aliados, ao demonstrar a possibilidade de uma derrota para um candidato associado ao bolsonarismo no segundo turno, Boulos poderia desestimular a candidatura de Tabata Amaral (PSB-SP) e garantir a vitória ainda no primeiro turno.

Mudanças no Cenário Eleitoral

No início do ano, tanto a equipe de Boulos quanto os apoiadores de Nunes esperavam que a eleição pudesse ser decidida no primeiro turno devido à polarização entre seus nomes.

Contudo, a entrada de Pablo Marçal na disputa alterou esse cenário, gerando preocupações de que o coach pudesse desviar votos de Nunes na primeira fase da eleição.

Por isso, a equipe de Boulos tem trabalhado para posicioná-lo como o principal representante da esquerda capaz de vencer o bolsonarismo, buscando o apoio do chamado “voto útil” já na primeira etapa da eleição.

Confrontos e Debates

Essa abordagem ficou clara durante uma reunião da Comissão de Ética, onde Boulos criticou Marçal, chamando-o de “coach picareta” e expressando o desejo de confrontá-lo nos debates eleitorais. Esse incidente repercutiu intensamente nas redes sociais, mobilizando tanto os apoiadores de Boulos quanto os de Bolsonaro.

Boulos e seus aliados reconhecem que suas chances de vitória são maiores no primeiro turno. Caso não consigam a maioria dos votos nessa fase, acreditam que enfrentarão dificuldades no segundo turno, especialmente se o adversário for Ricardo Nunes.

Cenários de Segundo Turno

Nesse contexto, o grupo de Boulos avalia que, caso a eleição em São Paulo vá para o segundo turno, enfrentar Pablo Marçal seria mais favorável, já que o coach apresenta uma imagem de radicalismo que poderia dividir os eleitores de centro, beneficiando a vitória do candidato do PSOL na capital.

Receba nossas notícias em tempo real no whatsapp

Outro ponto de atenção para Boulos é a possível competição com José Luiz Datena (PSDB-SP), com quem mantém uma boa relação.

No entanto, pesquisas indicam que o eleitorado de Datena difere significativamente do perfil de Boulos, posicionando-o como um adversário de centro-direita em vez de centro-esquerda, como Tabata Amaral.


Siga a gente no Google News

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2007

Deixe um comentário