Logo
Virou notícia, virou Tag!

Bolsonaro sabia da fraude em cartão de vacina, afirma Polícia Federal: “Plena ciência”

Facebook
Twitter
LinkedIn
Bolsonaro sabia das fraudes no cartão
Bolsonaro sabia das fraudes no cartão

PF fez buscas na casa de Bolsonaro na manhã desta quarta-feira (03)

De acordo com um documento enviado pela Polícia Federal ao ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF), foi informado que o ex-presidente Jair Bolsonaro tinha conhecimento do esquema de fraude envolvendo seu cartão de vacinação e o da filha, Laura Bolsonaro. Além disso, a corporação realizou buscas na casa do ex-presidente e prendeu Mauro Cid, ex-ajudante de ordens dele.

+ Governador Romeu Zema sanciona lei que aumenta o próprio salário em 298%

O que você precisa saber:

  • A Polícia Federal afirmou que Jair Bolsonaro, Mauro Cid e Marcelo Câmara “tinham plena ciência da inserção fraudulenta dos dados de vacinação, se quedando inertes em relação a tais fatos até o presente momento”.
  • O principal indício de que Bolsonaro sabia do esquema fraudulento é a emissão de comprovantes de vacinação do ex-presidente feitas a partir do Palácio do Planalto, em 22 e 27 de dezembro.
  • O ministro Alexandre de Moraes não acreditou na afirmação da Procuradoria-Geral da República de que Mauro Cid tenha “arquitetado e capitaneado toda a ação criminosa, à revelia, sem o conhecimento e sem a anuência do ex-presidente da República Jair Messias Bolsonaro”.
  • O posicionamento público de Bolsonaro contra a vacinação também foi mencionado pelo ministro Alexandre de Moraes em sua decisão.
  • A Operação Venire foi deflagrada pela PF nesta quarta-feira, com o objetivo de investigar a fraude nos sistemas do Ministério da Saúde. A casa de Bolsonaro foi alvo de busca e apreensão, e seu celular foi retido pelos agentes policiais.
  • Os suspeitos da fraude inseriram dados falsos de vacinas contra Covid-19 nos sistemas do Ministério da Saúde entre novembro de 2021 e dezembro de 2022.
  • O objetivo era emitir certificados falsos de vacinação para pessoas que não haviam sido imunizadas, permitindo que elas pudessem viajar e acessar locais onde a imunização era obrigatória.
  • Além de Bolsonaro e sua filha, a PF identificou a falsificação de dados de vacina contra Covid de Mauro Cid, sua esposa e sua filha.
Daniel Vicente
Daniel Vicente
Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!