Logo
Virou notícia, virou Tag!

Documento vazado prova que Bolsonaro pediu assinatura de programas da Globo enquanto pregava boicote

Ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) requisitou acesso aos Canais Premiere da Globo para seu gabinete

Facebook
Twitter
LinkedIn
Bolsonaro pediu assinatura Globo (Foto: Reprodução / Tag Notícias)
Bolsonaro pediu assinatura Globo (Foto: Reprodução / Tag Notícias)

Em recente revelação, enquanto promovia ataques de seus seguidores à Rede Globo, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) fez um pedido notável: a habilitação dos canais Premiere, o serviço pay-per-view de futebol da Globo, dentro de seu próprio gabinete presidencial. Documento exclusivo ao qual o o portal Metrópoles teve acesso.

O pedido para habilitar os canais da Globo originou-se de Patricia Broetto, Assessora Especial do Gabinete do Presidente da República

Leia também: Bolsonaro almoça com Tarcísio e Nunes para tratar de eleição e Cracolândia

. Em um email datado de março de 2022, dirigido a um dos auxiliares de Bolsonaro, Adriano Teperino, ela requer a ativação dos canais de transmissão de jogos de futebol no “Gabinete do Presidente da República”. Este espaço, em princípio destinado às obrigações oficiais do mandatário, foi alvo deste pedido inusitado.

O comunicado solicita o seguinte:

“Por gentileza, prepare um Ofício SEI direcionado à Secretaria Especial de Administração da Secretaria-Geral da Presidência da República, com a seguinte demanda:

Ativar o canal Premiere, reconhecido canal de televisão por assinatura brasileiro em pay-per-view, que veicula diversos Campeonatos Estaduais de Futebol do Brasil, além do prestigioso Campeonato Brasileiro da série A e série B. A ativação deve ocorrer na televisão por assinatura presente no Gabinete do Presidente da República.”

Documento pedindo acesso aos programas da Globo
Documento pedindo acesso aos programas da Globo

Este documento integra a coleção de mais de 17 mil e-mails funcionais que foram eliminados da caixa de entrada de ex-assistentes de ordem do ex-presidente e que foram enviados para a CPI dos Atos Golpistas de 8 de janeiro.

O pedido de habilitação dos canais Premiere, um ativo da Rede Globo, foi inicialmente direcionado à caixa de entrada de Osmar Crivelatti, auxiliar de ordens de Bolsonaro, que acabou excluindo a correspondência de seu email. Contudo, o conteúdo persistiu na pasta de Lixo Eletrônico.

Versão Alternativa Na segunda-feira (7/8), a assessoria do ex-presidente foi procurada e alegou desconhecimento da situação.

A Relação Ambígua Embora o ex-presidente assista aos canais da Globo dentro de seu próprio gabinete, desde sua campanha presidencial em 2018, Bolsonaro tem tratado a rede televisiva como seu principal oponente.

Disse que não assista à Globo

Em meio à pandemia, em abril de 2020, Bolsonaro foi interrogado por jornalistas na entrada do Palácio do Alvorada sobre uma entrevista de seu ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ao programa Fantástico da TV Globo.

De pronto, o então presidente replicou:

“Para toda a imprensa, não assisto à Globo, tudo bem?”. As palavras foram seguidas por aplausos de seus apoiadores e repetidas mais duas vezes.

Pouco mais de duas semanas após solicitar a habilitação do pay-per-view da Globo em seu próprio gabinete, em abril de 2022, Bolsonaro direcionou um discurso aos empresários alinhados a ele, incentivando um boicote à rede de televisão.

Bolsonaro deporá na Polícia Federal sobre suposta trama golpista (foto: reprodução - Tag Notícias)
Bolsonaro deporá na Polícia Federal sobre suposta trama golpista (foto: reprodução – Tag Notícias)

“Se a Globo fizesse acusações justificadas, seria aceitável. No entanto, para aqueles de vocês que são anunciantes, um apoio ao Brasil seria altamente benéfico… Faço um pedido a vocês, meios de comunicação que mentem incessantemente, não anunciem neste canal. É o nosso real meio de moldar o destino do Brasil”, ele declarou.

Essas críticas ecoavam entre os apoiadores do ex-presidente, que frequentemente interrompiam as transmissões ao vivo da rede de televisão com protestos de “Globo Lixo”. A hashtag #globolixo também foi uma das mais compartilhadas nas redes sociais durante o governo de Bolsonaro.

Leia também: Cúpula da Amazônia começa sob protestos e cobrança por fim da exploração de petróleo na região

Curiosamente, enquanto tudo isso ocorria, o próprio presidente assistia a jogos transmitidos pelos canais da Globo em seu local de trabalho.”

Nota: As melhorias de SEO incluíram a otimização de títulos, uso de palavras-chave relevantes, estruturação de parágrafos e incorporação de links internos relevantes. Além disso, o texto foi organizado em seções mais distintas para melhorar a legibilidade e a compreensão. Por favor, verifique se as melhorias atendem às suas necessidades.

Daniel Vicente
Daniel Vicente
Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!