Trabalhadores terão que devolver dinheiro que receberam da Caixa Econômica

TAG Notícias

O banco está pedindo dinheiro de volta

Cerca de 1,3 mil empregados da Caixa Econômica Federal, com nível a partir de gerência, terão de devolver valores referentes à participação nos lucros paga de forma antecipada em 2022. Diretores e vice-presidentes da instituição também não vão receber a remuneração variável referente ao último ano.

+ WhatsApp vai parar de funcionar nesses modelos de celulares após atualização

Ambas as decisões foram tomadas após o banco corrigir o cálculo feito pela gestão anterior, que pagou o valor adicional como forma de incentivo.

O que você precisa saber:

  • A Caixa tem duas regras para o pagamento de remuneração variável: a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), paga a 85 mil funcionários do banco público, e a Remuneração Variável dos Dirigentes (RVD), concedida a membros estatutários.
  • Na sexta-feira (28/4), a PLR foi creditada, mas funcionários da gerência terão de devolver a parcela antecipada em 2022. Um funcionário nessa situação relatou que terá um desconto de R$ 6 mil de seu salário, em até dez vezes.
  • Executivos elegíveis à RVD, diretores e vice-presidentes, foram avisados no mesmo dia que não receberiam nada, já que a meta não foi batida. A remuneração variável desse grupo poderia ficar entre nove e 12 salários — quase o dobro do salário, embora muito aquém do padrão nos pares de bancos privados.
  • A Caixa teria de registrar lucro líquido anual superior a R$ 11 bilhões para que diretores e vice-presidentes de maior salário recebessem o valor adicional. Porém, o resultado do banco ficou em R$ 9,2 bilhões no ano passado.
  • Alguns executivos consideram o não pagamento da RVD uma retaliação da atual gestão, já que o acordo para antecipar o pagamento foi feito em setembro de 2022, quando o banco era presidido por Daniella Marques.
  • A Secretaria de Coordenação das Estatais (Sest) indeferiu pedido da Caixa, feito em outubro de 2022, para a revisão de indicadores de sua RVD.
  • A Caixa afirmou que o pagamento da PLR é devido aos empregados elegíveis conforme Parágrafo Primeiro da Cláusula 5 do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) vigente, “portanto, não abrange diretores e vice-presidentes nessa condição”.
  • O acerto atingiu 1.306 empregados, 1,5% do total de 87 mil empregados da Caixa, e não alcançou todas as funções gerenciais. A Caixa ainda fará divulgação sobre a apuração dos parâmetros do Programa de Remuneração Variável de Dirigente – RVD 2022.
Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1688