Porto Alegre enfrenta crise sanitária pós-cheia do Guaíba

mau cheiro

Após a destruição causada pela cheia do Guaíba, que atingiu seu maior nível desde 1941, Porto Alegre agora lida com sérios problemas sanitários. A cidade convive com ratos, animais mortos e um intenso mau cheiro, especialmente nos bairros Menino Deus, Cidade Baixa e Centro Histórico.

Impacto da Enchente e Falta de Operação das Bombas

A enchente levou ao desligamento de 19 das 23 casas de bombas do sistema anticheias por risco de choque elétrico. Atualmente, nove estão em operação, de acordo com o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae).

Leia também: Festival beneficente em SP reúne Jorge Aragão, Péricles, Inimigos da HP e Atitude 67, em prol do Rio Grande do Sul

Katia Toledo, residente do bairro Menino Deus, relata os desafios enfrentados: “A gente teve que lavar todo o corredor do prédio com água sanitária e detergente. Ficou mesmo água podre, com minhocas e ratos aparecendo nos apartamentos térreos inundados.”

Estragos na Cidade Baixa e Centro Histórico

Na Cidade Baixa, a água invadiu residências e comércios, causando grandes estragos. O assistente de leilão imobiliário Mateus Marchant descreve a cena: “É muito barro e, de vez em quando, a gente vê um peixinho morto na rua. A água é um nojo, com lixo boiando e baratas na parede.”

No Centro Histórico, a situação é igualmente grave. Nathália Sachett de Lima, auxiliar administrativa, expressa sua preocupação: “São peixes mortos e ratos aparecendo. O cheiro dessa água é terrível. Jamais pensei que morando em Porto Alegre eu me sentiria uma refugiada climática.”

Esforços de Limpeza e Números da Tragédia

Até sexta-feira (10), 365 toneladas de resíduos foram recolhidas pela cidade, segundo o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU). Carlos Hundertmarker, diretor-geral do DMLU, afirma que este é “o maior desafio da história” do departamento.

Os temporais no Rio Grande do Sul já causaram 149 mortes, 108 desaparecidos e 806 feridos, afetando mais de 2,1 milhões de pessoas em 452 municípios, de acordo com a Defesa Civil.

Para mais notícias e atualizações, siga a gente no Google News

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1023

Deixe um comentário