Pablo Marçal e Eduardo Bolsonaro: Plantona lista influenciadores e políticas em esquema de fake news

ALERTA

O Palácio do Planalto está em ação contra a disseminação de desinformação durante as recentes enchentes no Rio Grande do Sul. Em um ofício dirigido ao ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, o governo apontou onze postagens em redes sociais, incluindo as do deputado Eduardo Bolsonaro e do influenciador Pablo Marçal, como propagadores de “fake news”. O documento solicita uma investigação sobre possíveis crimes relacionados à disseminação de informações falsas.

Leia também: Situação no Rio Grande do Sul alerta para medidas de prevenção contra a Leptospirose

Essas postagens, segundo o governo, têm causado desconforto e prejudicado o trabalho das tropas de resgate no estado, conforme comentou o comandante Militar do Sul, general Hertz Pires do Nascimento. Com a urgência que o caso requer, Lewandowski encaminhou o pedido à Polícia Federal para análise e adoção das providências necessárias.

Paulo Pimenta, ministro da Secretaria de Comunicação Social, ressaltou a preocupação com o impacto dessas falsas narrativas na credibilidade de instituições vitais como o Exército, FAB, PRF e Ministérios. Essas instituições desempenham um papel crucial na resposta a emergências como essa que assola o Rio Grande do Sul.

Diante da tragédia que já ceifou a vida de 90 pessoas e afetou 1,3 milhão desde a semana passada, o Planalto não está hesitando em tomar medidas enérgicas. Internamente, fala-se em “abrir uma guerra” contra a disseminação de fake news.

O ministro Pimenta reforça a importância de proteger a integridade e a eficácia das instituições durante momentos críticos como este. Ele salienta que a propagação de falsidades pode minar a confiança da população nas capacidades de resposta do Estado, prejudicando os esforços de evacuação e resgate.

O documento do Planalto pede “providências cabíveis” ao Ministério da Justiça, tanto para a apuração dos ilícitos quanto para reforçar a credibilidade e capacidade operacional das instituições em momentos de crise.

Entre as publicações citadas, destaca-se a crítica de Eduardo Bolsonaro à demora do governo federal em enviar reforços à região atingida. Já Pablo Marçal e o senador Cleitinho Azevedo mencionaram que a Secretaria da Fazenda do RS estaria dificultando a distribuição de ajuda.

A verdade é crucial, especialmente em tempos de crise. O combate à desinformação é uma responsabilidade de todos nós. Siga a gente no Google News para se manter atualizado com notícias verificadas e confiáveis: Siga a gente no Google News.

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1631

Deixe um comentário