Logo
Virou notícia, virou Tag!

Mulher é expulsa de voo após se recusar a despachar mochila; testemunha acusa companhia aérea de racismo

Facebook
Twitter
LinkedIn
Mulher é expulsa de voo após se recusar a despachar mochila; testemunha acusa companhia aérea de racismo
Mulher é expulsa de voo após se recusar a despachar mochila; testemunha acusa companhia aérea de racismo

Uma mulher foi expulsa de um voo da Gol que faria a rota entre Salvador e São Paulo na madrugada deste sábado (29), e as imagens que circulam nas redes sociais indicam que houve racismo envolvido na abordagem.

A jovem, identificada como Samantha Vitena, foi vista questionando a abordagem de três homens dentro do avião.

Elaine Hazin, jornalista que estava no voo, relatou que foram momentos de tensão na aeronave. Ela conta que o voo estava com mais de uma hora de atraso quando os passageiros foram convocados ao embarque. As pessoas começaram a colocar suas bagagens nos compartimentos dentro do avião, até que Samantha Vitena tentou encontrar um local para sua mochila.

+ “Urubu de luto”, Bruna xinga Fred Nicácio e público aponta racismo dentro do BBB23

Como os bagageiros estavam cheios, a mulher foi orientada a despachar a mochila. Neste momento, começou uma discussão porque a passageira sinalizou que seu notebook estava dentro da mochila e seria prejudicado se fosse despachado.

Durante a discussão com Samantha Vitena, um tripulante da Gol teria dito: “Se você não despachar, a gente não sai daqui. Ou você despacha ou você sai do voo”. Como o clima ficou exaltado, Elaine Hazin ajudou a jovem a colocar sua mochila no bagageiro.

Depois da discussão, o voo ficou cerca de uma hora parado, até que três homens com identificação da Polícia Federal entraram na aeronave. “Chegaram de modo truculento e disseram que a levariam por ordem do comandante. Um deles falou: ‘Se a senhora não se retirar desse voo agora, não vamos decolar. A senhora tem que sair!’. Foi uma angústia, um terror, uma violência”, conta Elaine Hazin.

Em um vídeo que viralizou na internet, é possível verificar o momento em que os agentes chegam para retirar Samantha Vitena do voo. No vídeo, Samantha Vitena relata: “Agora vem três homens pra me tirar do voo sem falar o motivo. Perguntei qual o motivo de estarem me tirando desse voo e ele (um dos comissários) disse que não vai falar e, que se eu não sair desse voo, ele vai pedir pra todo mundo sair e que eu estaria cometendo um crime”, afirmou.

 

 

Samantha Vitena comenta no vídeo, inclusive, que um dos comissários teria dito que uma possível descida não prevista do avião seria culpa dela por não despachar a bagagem. “Os comissários não moveram um dedo pra me ajudar. Falaram que se a gente pousasse em Guarulhos, a culpa seria minha porque não quis despachar. A culpa não é porque o voo está mais de duas horas atrasado e tem mais de uma hora que coloquei a mochila e, mesmo assim, o voo não decolou. Mas a culpa seria minha.”

No vídeo que circula nas redes sociais, Samantha Vitena pede para que os homens expliquem porque ela está sendo retirada do voo. O homem pega no braço dela dizendo que ela será conduzida.

Até o momento, a Gol e o Aeroporto de Salvador não se manifestaram sobre o caso.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira
Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.