Logo
Virou notícia, virou Tag!

Meta discute incluir anúncios no WhatsApp

Meta debate não só a inclusão de anúncios no WhatsApp, mas também possível implementação de taxa de assinatura

Facebook
Twitter
LinkedIn
Equipes da Meta estão discutido pela primeira vez se devem colocar anúncios no WhatsApp (foto: reprodução Tag Notícias)
Equipes da Meta estão discutido pela primeira vez se devem colocar anúncios no WhatsApp (foto: reprodução Tag Notícias)

As equipes da empresa Meta estão atualmente engajadas em discussões iniciais sobre a possibilidade de inserir anúncios no WhatsApp, o serviço de mensagens mais amplamente utilizado em todo o mundo, contando com uma impressionante base de 2,23 bilhões de usuários ativos mensais. De acordo com informações publicadas pelo prestigiado jornal britânico Financial Times (FT), esta proposta tem gerado acalorados debates dentro da empresa, que também detém o Facebook e o Instagram.

No entanto, a controvérsia não se limita apenas à discussão interna sobre a inclusão de publicidade no aplicativo. A reportagem do FT em si também se tornou objeto de intensa polêmica. Na sexta-feira passada, dia 15 de setembro, o chefe do WhatsApp, Will Cathcart, utilizou a rede social X (anteriormente conhecida como Twitter) para declarar: “Essa narrativa do @FT é infundada. Não estamos seguindo essa direção”.

Leia também: Shein aceita e entra para o programa do governo que isenta imposto em compras

É importante observar, no entanto, que um porta-voz do WhatsApp não negou o fato de que a ideia esteja sendo debatida, antes mesmo da publicação da matéria original pelo FT. O jornal insiste que este tópico tem sido motivo de intensa discussão entre os mais altos executivos da empresa, embora haja um receio generalizado de que uma medida desse tipo possa afastar os usuários.

O FT acrescenta que, de acordo com fontes confiáveis, a Meta também está ponderando a possibilidade de implementar uma taxa de assinatura para uma versão do aplicativo livre de anúncios. No entanto, muitos funcionários se opõem a essa proposta.

“Sem Anúncios!”

Antes da aquisição do WhatsApp pelo Facebook por um montante de US$ 19 bilhões, em 2014, o cofundador da plataforma, Brian Acton, havia transformado o slogan “Sem Anúncios! Sem Jogos! Sem Truques!” em um mantra da empresa. O aplicativo era uma das poucas plataformas tecnológicas que não exibia publicidade.

O WhatsApp, que possui entre seus usuários regulares cerca de 200 milhões de pequenas empresas, realizou recentemente testes de um recurso que permitiria a essas empresas enviar mensagens de marketing diretamente pelo aplicativo para usuários que optassem por recebê-las.

Se esse recurso for lançado, todos os usuários do WhatsApp passarão a ver anúncios ao lado de suas conversas, em uma interface semelhante à maneira como os anúncios são intercalados entre as mensagens no Facebook Messenger e nos e-mails do Gmail.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira
Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.