Mãe queima o próprio filho após ele se assumir homossexual

TAG Notícias

Uma denúncia chocante veio à tona em Maceió, envolvendo uma mãe suspeita de agredir seu próprio filho de nove anos, usando um ovo quente, após o menino revelar sua vontade de ser homossexual. O caso foi descoberto quando a criança relatou a agressão à Assistência Social da escola onde estuda.

Leia também: Padre é preso no Rio acusado de abusar sexualmente de duas crianças

Após o Conselho Tutelar ser acionado, a mãe confirmou a agressão e revelou que a motivação foi o desejo do filho de ser homossexual, algo que ela não aceitava por conta de seus princípios religiosos. Segundo a conselheira Gilvanete Davino, o menino também foi amordaçado pela mãe durante a agressão.

Antes desse incidente, o menino viveu sob os cuidados de sua tia em Maragogi desde os três anos de idade, quando a mãe o entregou alegando não ter condições de criá-lo. Porém, após seis anos, a mãe resolveu reivindicar a guarda da criança, o que levou à descoberta das agressões.

A tia, que cuidou do menino por todo esse tempo, relatou estar chocada e sem dormir desde que soube das agressões. Agora, o Conselho Tutelar oferecerá acompanhamento psicológico para a criança e dará encaminhamento ao Conselho de Maragogi, com a pretensão de que a tia, que o criou durante seis anos, possa obter a guarda da criança novamente.

Esse triste episódio demonstra a importância do acompanhamento e proteção das crianças em situações vulneráveis, além de destacar a necessidade de conscientização sobre a aceitação e respeito à diversidade sexual. A sociedade deve trabalhar em conjunto para garantir a segurança e o bem-estar de todas as crianças, independentemente de suas orientações e identidades.

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1561