Justiça decreta falência da Livraria Cultura, uma das redes mais tradicionais do país

Desde 2015, com o encolhimento do mercado editorial, a Livraria Cultura vem enfrentando forte crise

Nesta quinta-feira, dia 09 de fevereiro, a Justiça de São Paulo decretou a falência de uma das redes mais tradicionais do Brasil, a Livraria Cultura.

+ Falência: Dado Dolabella é procurado em endereços de Wanessa Camargo

Há quatro anos atrás houve pedido de recuperação judicial da companhia, que acumulava 285 milhões em dívidas com bancos e fornecedores.

O Juiz Raplho Waldo de Barros Monteiro Filho justificou a falência citando o “descumprimento do plano de recuperação juducial”. Ainda de acordo com o juiz, no ano de 2021 foi firmado um novo plano de recuperação judicial que também não foi cumprido pela Livraria Cultura.

“O comportamento das Recuperandas nestes autos tem demonstrado muito o contrário: em verdade, em diversos momentos, beira o descaso para com o procedimento recuperacional e para com o Juízo, que deu diversas oportunidades para suas manifestações, mas sem a vinda de conteúdo materialmente útil à comprovação do cumprimento do plano”, diz um dos trechos da decisão.

+ RedeTV! tá falindo? Emissora cancela carnaval por falta de dinheiro e entra em crise feia

O Juiz Raplho Waldo de Barros Monteiro Filho ainda citou outras pendências, como falta de envio de documentos e ausência de quitação de dívidas trabalhistas que segundo acordo, precisariam ter sido quitadas em sua totalidade até o mês de junho de 2021.

A companhia, que hoje possui apenas duas lojas, uma em Porto Alegre e outra em São Paulo, possui segundo o juiz inadimplência de 1,6 milhões.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1605