Jogo de tiro impressiona pelo realismo e divide opiniões

TAG Notícias

Unrecord é um novo jogo FPS tático que impressionou os jogadores com seus gráficos ultrarrealistas, mas também causou polêmica.

O jogo, publicado pela produtora independente francesa DRAMA, tem temática policial e perspectiva em primeira pessoa com câmera panorâmica.

Além da demo do gameplay, o título também ganhou uma página na loja digital Steam, onde já está disponível para a lista de desejos dos usuários.

+ Inteligência artificial já é capaz de calcular a probabilidade de uma pessoa sobreviver ao câncer

Portanto, é seguro dizer que está chegando ao PC, mas nenhuma data de lançamento foi definida ainda.

Unrecord foi ao ar pela primeira vez em 2022, quando ainda nem tinha nome definido. Na época, o jogo era tão impressionante com seus gráficos que os usuários questionavam se eles realmente foram criados em tempo real.

O produtor usou o Unreal Engine 5, uma tecnologia para PlayStation 5 (PS5), Xbox Series X e Xbox Series S, para desenvolver essas imagens, que foram criadas para simular filmagens de câmeras de corpo real.

Além da apresentação realista do ambiente, a perspectiva apresenta detalhes que garantem uma imersão ainda maior na experiência, como filtros, efeitos de lente e foco, iluminação e som ambiente.

Também está incluído que os rostos dos suspeitos foram censurados, assim como nas gravações publicadas na vida real.

A história promete uma trama envolvente e diálogos complexos. Desempenhando o papel de um policial, os jogadores devem investigar vários casos envolvendo dilemas morais e reviravoltas na história. Durante o procedimento, é possível visualizar oportunidades de diálogo para interrogar suspeitos e realizar tarefas, como informar a central sobre sua situação.

Segundo o fabricante, o jogo também inclui mecânicas de jogo inovadoras, como um sistema de tiro exclusivo.

Além disso, um vídeo divulgado pela empresa mostra que o personagem tem movimentos livres das mãos e pode se encostar nas paredes para observar antes de seguir em frente.

A reação do público ao jogo foi bastante mista. Enquanto alguns ficaram impressionados com a qualidade dos gráficos, outros até questionaram a autenticidade do jogo.

Outro ponto que também surgiu e foi até polêmico foi a questão da brutalidade policial no mundo real. Sobre este último ponto, um comentário postado no Twitter enfatizou que “pessoas reais morrem todos os dias com a câmera traseira” e que ele não gostaria de ser o autor desse ato.

O usuário Spindler postou um vídeo de gameplay no Twitter na noite desta quarta-feira (19).

Em menos de 20 horas, conquistou mais de 0 milhões de visualizações, 150.000 curtidas e 20.000 retuítes.

A versão do vídeo no YouTube tem 210.000 visualizações.

Entre as inspirações do jogo citadas pelo produtor está outro título policial, Ready or Not, bem como o jogo menos voltado para a ação e focado na história, Firewatch. O fundador do estúdio The Outsiders, o diretor criativo de Metal: Hellsinger, comentou a postagem original no Twitter. Ele disse que Unrecord soava muito legal, mas tinha uma vibração profundamente desconfortável.

Em outras respostas, ele esclareceu seu comentário e disse que não estava falando contra o jogo. “Há uma enorme oportunidade de usar esse estilo de jogo para transmitir uma reação extremamente poderosa, provavelmente desconfortável/desafiadora para aqueles que vivenciam isso. Por favor, considere a narrativa e as implicações cuidadosamente. (…) Deixe-me ser bem claro – há um lugar para jogos que te deixam desconfortável. Em nenhum lugar eu disse que esse jogo não deveria existir. Eu vou querer jogar? Não sei. Talvez? Depende do que é”

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2087