Logo
Virou notícia, virou Tag!
chocante

Homem mata ex namorada adolescente em festa da família e é linchado

Adolescente é morta a tiros pelo ex-namorado em Juína, Mato Grosso, e suspeito é linchado por testemunhas

Facebook
Twitter
LinkedIn
Anderson Gomes, de 28 anos, é suspeito de matar adolescente, Eduarda Alexandra Dutra, de 17 anos (Foto: Reprodução)
Anderson Gomes, de 28 anos, é suspeito de matar adolescente, Eduarda Alexandra Dutra, de 17 anos (Foto: Reprodução)

No sábado, dia 16, uma tragédia abalou a cidade de Juína, localizada a 737 km de Cuiabá, em Mato Grosso, quando uma adolescente de 17 anos, identificada como Eduarda Alexandra Dutra, foi brutalmente assassinada a tiros pelo seu ex-namorado, Anderson Ferreira Gomes, de 28 anos.

O crime ocorreu na casa do tio da vítima.

Segundo informações da Polícia Militar, Anderson foi encontrado caído em frente à residência, com ferimentos no rosto, após ser linchado por testemunhas do crime.

Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao hospital. No entanto, Eduarda estava caída no sofá da casa e já estava sem vida quando a polícia chegou ao local.

Leia também: Após 9 dias internada, Heloísa baleada por agente da PRF, morre

De acordo com relatos da polícia, o tio de Eduarda informou que a família estava reunida para uma confraternização na residência.

Durante a festa, Anderson, que estava visivelmente embriagado, chegou ao local e, mais tarde, ficou sozinho com a vítima. Foi então que ele efetuou um disparo de arma de fogo contra Eduarda e empreendeu fuga.

Eduarda foi encontrada ainda com vida pela família, e conseguiu relatar que o ex-namorado havia atirado nela antes de fugir. No entanto, seus ferimentos eram tão graves que ela não resistiu e faleceu no local.

O tio da adolescente perseguiu o suspeito e testemunhou quando populares puxaram Anderson da motocicleta e passaram a agredi-lo com pedaços de madeira, causando-lhe ferimentos na cabeça.

O revólver utilizado no homicídio foi localizado em um terreno baldio próximo à casa da vítima, pois durante o linchamento, a arma caiu ao chão e foi retirada do local por testemunhas.

O suspeito permanece internado, e seu atual estado de saúde não foi divulgado. O caso será investigado pela Polícia Civil, que buscará esclarecer as circunstâncias que levaram a essa tragédia.

Débora Carvalho
Débora Carvalho
Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!