Helicóptero cai na Zona Oeste de São Paulo e deixa quatro mortos

TAG Notícias

A queda do helicóptero ocorreu às 14h45 dessa sexta, 17, entre as ruas Pedro Luís Alves Siqueira e James Holland

O helicóptero tinha ido para o litoral paulista, no Guarujá, levar três passageiros para almoçar e, na volta, a caminho do Campo de Marte, na Zona Norte, sofreu uma pane a 2km do destino.

A queda provocou a morte das quatro pessoas que estavam a bordo da aeronave modelo Robinson R44 II, o piloto e mais três homens.

A causa do acidente ainda está em investigação, mas há informações de que o helicóptero teria batido em um coqueiro antes da queda.

+ Bebê de 1 ano e 11 meses quebra o fêmur e creche omite acidente

Segundo o advogado da empresa dona do helicóptero, Sergio de Carvalho, o piloto não relatou nenhuma pane e solicitou a autorização para o pouso pouco antes do acidente. E também rejeitou a hipótese do acidente ter ocorrido por falta de combustível.

Robson Bertoloto, diretor da Defesa Civil de São Paulo disse: “Havia espaço para fazer um pouso forçado. Provavelmente, o piloto tentou tirar das grandes avenidas, procurando um campo de emergência, mas só as autoridades competentes poderão afirmar”.

Caio Lucio de Benedetto Moreira, designer do Mirage Group Brasil, Antônio Cano dos Santos Junior, diretor administrativo financeiro do Mirage Group Brasil e Wellington Palhares, amigo de Caio e Antônio, são as vítimas da queda da aeronave, além do piloto.

Caio Lucio de Benedetto Moreira e Antônio Cano dos Santos Junior, vítimas da queda do helicóptero na Barra FundaReprodução/ Redes Sociais
Caio Lucio de Benedetto Moreira e Antônio Cano dos Santos Junior, vítimas da queda do helicóptero na Barra Funda (Foto: Reprodução)

 

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1052