Filho de Faustão rebate críticas por rapidez de transplante do pai: “Informem-se”

No domingo, 27 de agosto, o apresentador Faustão passou por uma cirurgia de transplante de coração. Seu filho, João Silva, utilizou o Instagram para compartilhar uma mensagem em relação ao procedimento, republicando um story postado inicialmente por seu amigo Enzo Celulari.

Na postagem compartilhada, havia o seguinte conteúdo: “1 – Estamos em oração pela rápida recuperação de nosso querido Fausto após o bem-sucedido transplante. 2 – Informe-se antes de julgar.”

Essa mensagem era uma resposta aos diversos comentários nas redes sociais que especulavam sobre a rapidez com que o transplante de Faustão ocorreu.

Leia também: Filho de bombeiro morre atropelado enquanto tentava ajudar vítima em acidente

Alguns insinuaram que ele poderia ter recebido tratamento privilegiado devido à velocidade do procedimento. No entanto, a mensagem compartilhada enfatizava que havia critérios médicos para a definição de quem receberia um transplante e incentivava as pessoas a não tirarem conclusões precipitadas.

João Silva também incluiu um link para uma série de tuítes feitos por Pedro Carvalho, que afirmava ser médico formado pela UFMG, abordando o funcionamento do sistema de doação de órgãos no Brasil.

As informações compartilhadas pelos tuítes destacavam que há critérios rigorosos para determinar quem é elegível para um transplante, levando em consideração a gravidade do estado de saúde de cada paciente.

Além disso, os tuítes enfatizavam a importância de não fazer acusações infundadas sobre “furões” de filas ou interesses suspeitos.

O Ministério da Saúde emitiu uma nota oficial mais tarde, no domingo, explicando que, entre 19 e 26 de agosto, foram realizados 13 transplantes de coração no Brasil, incluindo sete no estado de São Paulo.

A nota esclareceu que Faustão, como qualquer outro paciente, foi submetido aos critérios técnicos e médicos para receber o transplante, e que a lista de espera para órgãos é única, abrangendo tanto pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto da rede privada. A prioridade é dada aos pacientes em estado crítico de saúde.

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 923