Em um único dia, filhos de Bolsonaro gastaram R$ 63 mil no cartão corporativo do pai com tatuagem e festinha

TAG Notícias

Jair Renan e Eduardo Bolsonaro foram os responsáveis por torrar o cartão

Mesmo sem a presença de Jair Bolsonaro (PL), os herdeiros do ex-presidente, Eduardo Bolsonaro e Jair Renan, gastaram mais de R$ 60 mil no cartão corporativo, em um único dia, durante um viagem para Goiás.



 

Segundo o portal “Metrópoles“, em 30 de agosto de 2021, data essa em que o então presidente não tinha nenhuma agenda oficial no estado, os dois rapazes gastaram R$ 63.399,90.

Dias antes, em 28 de agosto, Bolsonaro esteve na capital goiana para em encontro com líder evangélicas, porém, não se há registro de gastos com o cartão desta data. O dispositivo é usado para custear despesas ligadas ao chefe do Executivo nacional e a parentes.

+ Carlos Bolsonaro expõe pai internado em todo momento de crise e estratégia é desmascarada

Festinha clandestina do Renan

No dia 28 de agosto, Jair Renan, esteve em Goiânia. Na ocasião, o 04 fez uma tatuagem com o rosto do pai e participou de uma festinha de luxo clandestina, durante a pandemia do Covid-19. A festa foi encerrado após a fiscalização da prefeitura bater na porta.

Já Eduardo Bolsonaro foi uma homenagem  aos policiais que participaram da captura do serial killer, Lázaro Barbosa, em Goiás. Conforme os dados do cartão corporativo, os filhos de Bolsonaro gastaram mais de R$ 36 mil em hospedagens. No dia 30 foram emitidas sete notas ficais, porém não há o detalhamento do que foi de fato comprado.

Veja:

  • Augustus Hotel – R$ 5.190
  • Lírios Grill Restaurante – R$ 21.240
  • LA Hotels Empreendimento – R$ 28.320
  • Dell’Aria Catering Alimentos – R$ 1.298
  • Dell’Aria Catering Alimentos – R$ 4.101,90
  • Dell’Aria Catering Alimentos – R$ 250
  • Pipabalão (locação de bens móveis) – R$ 3 mil

Muitas viagens em Goiás chamam atenção

Entre os anos de 2019 e 2022, Bolsonaro realizou mais de 30 viagens somente para Goiás. Durante esse período, o cartão corporativo ultrapassou mais de 460 mil reais. Foram mais de R$ 88 mil em apenas um pequeno restaurante em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital. Em duas visitas também foram gastos cerca de 47 mil somente em hotel.

 

 

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1561