Daniel Alves, da seleção brasileira, é acusado de cometer grave crime e pode ser preso a qualquer momento

TAG Notícias

Ministério Público da Espanha pede prisão preventiva do jogador Daniel Alves

Sem direito a fiança, o jogador Daniel Alves foi detido, nessa sexta-feira (20), em Barcelona por acusação de assédio sexual.

O lateral da seleção brasileira, foi denunciado no dia 2 de janeiro deste ano e, oito dias depois, a denúncia foi acatada pela Justiça Espanhola.

Suspeito de ter cometido assédio sexual contra uma mulher numa casa noturna de Barcelona, no dia 30 de dezembro, o jogador nega a acusação e foi detido quando prestava o depoimento à polícia.

Segundo um porta-voz da polícia regional da Catalunha, Daniel Alves foi preso sob custódia e agora será interrogado por um juiz.

A acusação alega que, o jogador da seleção brasileira, colocou a mão entre suas roupas íntimas e que, na sequência, ela procurou as amigas e seguranças da balada que acionaram a polícia catalã.

A polícia colheu o depoimento da vítima e a encaminhou para um hospital para fazer exames médicos.

+ Ex-garçom acusa Cássia Kis de causar sua demissão: “me humilhou”

Daniel Alves deixou a balada e e foi embora antes da chegada dos policiais. As câmeras do local, mostram que o jogador e uma mulher vão ao banheiro, onde ficam por cerca de 47 segundos. Na sequência, Daniel e seus amigos deixam a balada e a mulher começa a chorar, relatando ter sido assediada sexualmente pelo jogador.

Em entrevista ao canal espanhol Antena 3, Daniel Alves nega a acusação:

 “Primeiramente, gostaria de desmentir tudo. Eu estive nesse lugar (casa noturna), com mais gente, aproveitando. Todo mundo que me conhece sabe que eu adoro dançar. Eu estava aproveitando, mas sem invadir o espaço dos demais. Sempre respeitando o entorno”

“Quando você decide ir ao banheiro não precisa perguntar quem está lá também. Sinto muito mas não sei quem é esta senhorita. Não sei seu nome, não a conheço, nunca a vi antes na vida”, declarou ele.

Daniel Alves ainda completou que o assunto estava prejudicando sua família:

“Em todos esses anos, nunca invadi o espaço de alguém sem autorização. Como vou fazer isso com uma mulher ou uma menina? Pelo amor de Deus, não! Chega! Basta! Isso está me fazendo mal, sobretudo à minha família e meu entorno. Eles sabem quem eu sou.”

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 977