Criminosos usam identificadores de chamadas para aplicar golpes

TAG Notícias

Em um cenário crescente de crimes cibernéticos, golpistas estão dando um passo à frente ao burlar identificadores de chamadas telefônicas e se passar por bancos, deixando vítimas em todo o Brasil. Recentemente, casos chocantes de pessoas enganadas por esse golpe têm surgido, evidenciando a sofisticação desses criminosos.

O Golpe em Detalhes: Como Funciona

Uma consultora de vendas em Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul, compartilhou sua experiência ao receber uma ligação que parecia legítima, pois o número correspondia ao Call Center do banco que ela tinha na agenda. Contudo, era um golpe meticulosamente elaborado.

Leia também: Com mais de 1 milhão de casos, Brasil promove Dia D contra dengue

O golpista, com uma gravação perfeita e opções idênticas às do banco, convenceu a vítima de que ela havia realizado compras e pagamentos no valor de R$ 16 mil. Para “resolver” a situação, a vítima foi instruída a transferir o mesmo valor para outra conta corrente. Resultado: um prejuízo financeiro considerável e uma série de problemas para lidar.

O Alerta dos Especialistas e as Estratégias dos Golpistas

José Milagre, especialista em crimes cibernéticos, revela que as quadrilhas utilizam aplicativos sofisticados para imitar os números dos bancos. “Esses números que as pessoas recebem, ligações que são idênticos, são iguais, são os números de instituições oficiais, eles são falseados por meio de programas e sistemas que permitem que eu altere o ID do originador de chamada, colocando inclusive o número de uma instituição financeira.”

Histórias de Vítimas: Prejuízos Financeiros e Emocionais

Uma professora de São Paulo, que prefere não se identificar, relata uma perda de R$ 72 mil no golpe. Ao receber uma ligação que aparentemente era do banco, foi orientada a fornecer dados bancários em um caixa eletrônico. O dinheiro foi liberado rapidamente, mas a vítima percebeu tarde demais que caíra em uma armadilha.

Proteja-se: Dicas Importantes

A Agência Nacional de Telecomunicações anunciou planos de implementar, em abril, uma ferramenta para bloquear chamadas adulteradas. Enquanto isso, é crucial que todos estejam atentos para se proteger contra golpes telefônicos:

  • Desconfie de ligações suspeitas: Bancos geralmente não ligam utilizando números que imitam chamadas comuns. Se receber uma ligação duvidosa, desligue imediatamente.
  • Confirme a identidade: Antes de fornecer qualquer informação pessoal ou bancária, desligue e ligue diretamente para o seu banco, usando os números oficiais de atendimento.

Fique Informado: Siga a gente no Google News!

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 977

Deixe um comentário