Logo
Virou notícia, virou Tag!

Canudos de papel e bambu podem ser tóxicos e não tão sustentáveis

Estudo belga encontra 'substância química eterna' em canudos de papel e bambu que não se decompõe, dificultando a reciclagem

Facebook
Twitter
LinkedIn
Canudos de papel ou bambu podem não ser tão sustentáveis (Foto: Reprodução)
Canudos de papel ou bambu podem não ser tão sustentáveis (Foto: Reprodução)

Uma pesquisa recente revelou que os canudos de papel ou bambu, frequentemente vistos como alternativas sustentáveis aos canudos de plástico, podem não ser tão ecologicamente corretos quanto se acreditava anteriormente.

A pesquisa, realizada pela Universidade de Antuérpia, na Bélgica, analisou diferentes tipos de canudos alternativos, revelando a presença de uma substância chamada PFA, conhecida como “substância eterna” devido à sua resistência à degradação, o que dificulta a reciclagem desses canudos.

O estudo, divulgado recentemente, investigou 39 marcas, incluindo papel, bambu, vidro, aço inoxidável e plástico, disponíveis nos mercados da Europa e Ásia.

Leia também: Estudante fica em estado grave com intoxicação após misturar produtos de limpeza

Embora o canudo de plástico também não seja uma opção ideal devido à sua degradação extremamente lenta e à formação de microplásticos poluentes nos oceanos, os pesquisadores afirmam que voltar aos canudos de plástico não é a solução.

A análise apontou que a opção mais viável é o canudo de aço inoxidável, pois, além de não conter PFA, é totalmente reciclável e pode ser reutilizado indefinidamente.

Durante o estudo, os cientistas se concentraram em identificar a presença de PFA nos canudos considerados “ecológicos”, visando determinar a segurança dessas alternativas ao plástico.

O PFA é uma categoria de compostos químicos artificiais conhecidos por sua resistência à biodegradação, conferindo-lhes a característica de “substâncias eternas”, ou seja, não se decompõem naturalmente no ambiente.

Os resultados da pesquisa revelaram que:

  • 18 das 20 marcas de canudos de papel testadas continham PFA;
  • 4 das 5 marcas de canudos de bambu continham PFA;
  • Todas as 4 marcas de canudos de plástico testadas continham PFA;
  • 2 das 5 marcas de canudos de vidro continham PFA;
  • A única categoria de material testado que não apresentou a substância foi o aço inoxidável, com 5 marcas avaliadas.

Portanto, embora a pesquisa tenha mostrado que algumas alternativas aos canudos de plástico possuem desvantagens inesperadas, a conclusão geral reforça a importância de procurar soluções mais amigáveis ao meio ambiente, como os canudos de aço inoxidável, ao invés de recorrer ao retorno dos canudos de plástico.

Débora Carvalho
Débora Carvalho
Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!