Logo
Virou notícia, virou Tag!

Brechó de criança vira franquia, chega a 500 lojas e quer faturar R$ 1 bilhão em 2023

As lojas da franquia possuem 300 metros quadrados e contam com 30 mil itens

Facebook
Twitter
LinkedIn
Cresci e Perdi: franquia foi criada no interior de São Paulo em 2014 (Divulgação/Divulgação)
Cresci e Perdi: franquia foi criada no interior de São Paulo em 2014 (Divulgação/Divulgação)

A Cresci e Perdi é uma franquia de moda circular que visa solucionar uma preocupação recorrente dos pais: o destino das roupas infantis que rapidamente ficam pequenas e perdem utilidade. Fundada em 2014 pela empreendedora Elaine Alves, a empresa começou como um bazar após o nascimento de seu filho em São José do Rio Pardo, interior de São Paulo.

Identificando uma oportunidade de negócio na economia circular, a rede abriu sua primeira unidade e desde então tem experimentado um crescimento impressionante.

Leia também: Netflix e Nescafé Dolce Gusto criam Cappucino Netflix

Atualmente, a Cresci e Perdi possui mais de 500 unidades franqueadas espalhadas por todo o Brasil, e sua proposta é vender roupas, itens de enxoval, carrinhos e acessórios novos e seminovos com preços até 90% mais baixos do que em lojas convencionais. A moda circular é uma tendência que ganha cada vez mais força, e a empresa vem ganhando destaque no mercado de franquias nesse segmento.

Com um olhar sustentável, a rede contribui para a redução do descarte desnecessário de resíduos têxteis, um dos grandes desafios ambientais enfrentados atualmente. De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), o Brasil produz mais de quatro milhões de toneladas de resíduos têxteis anualmente.

As lojas da Cresci e Perdi aceitam roupas do tamanho recém-nascido até 16 anos, além de calçados e acessórios para bebês, como cadeiras de alimentação, bebê conforto e banheiras. Com cerca de 300 metros quadrados de espaço médio, as unidades contam com um portfólio de aproximadamente 30 mil itens.

Elaine Alves e Saulo Alves, dois dos três sócios da franquia Cresci e Perdi (Foto: Reprodução / Tag Notícias)
Elaine Alves e Saulo Alves, dois dos três sócios da franquia Cresci e Perdi (Foto: Reprodução / Tag Notícias)

Além da compra e venda tradicional, outra inovação da marca é a oferta de itens para locação. É possível alugar objetos como cadeirinha para carro, cadeira de alimentação, berço portátil e brinquedos pelo tempo necessário de utilização. Essa expansão dos serviços deve representar um aumento significativo no faturamento das lojas.

O sucesso da Cresci e Perdi está em sintonia com uma mudança de comportamento dos consumidores, que buscam opções mais acessíveis e sustentáveis. Outras marcas de brechós, como Peça Rara e Joaninha Brechó Infantil, também têm ganhado espaço no mercado, mostrando que a moda circular é uma tendência que veio para ficar.

Quanto é o investimento na Cresci E Perdi?

Para os interessados em investir na franquia, a empresa oferece quatro modelos de loja, com valores de investimento que variam de acordo com o tamanho da cidade. Com uma equipe de profissionais dedicados ao processo de expansão, a Cresci e Perdi tem conquistado o mercado e se consolidado como referência no setor de moda circular.

Parte interna da loja Cresci e Perdi (Foto: Reprodução / Tag Notícias)
Parte interna da loja Cresci e Perdi (Foto: Reprodução / Tag Notícias)

Com mais de 330 franqueados, a marca se destaca pelo retorno do investimento estimado entre 10 e 24 meses, dependendo do modelo contratado. A expansão acelerada e a crescente conscientização sobre sustentabilidade reforçam o potencial de crescimento da Cresci e Perdi, que espera faturar R$ 1 bilhão em 2023, mostrando que o futuro da moda está se tornando cada vez mais circular e consciente.

Daniel Vicente
Daniel Vicente
Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!