Logo
Virou notícia, virou Tag!

“Bolsonaro será preso e punido por crimes”, garante senador Randolfe Rodrigues

Facebook
Twitter
LinkedIn
Randolfe Rodrigues e Bolsonaro
Randolfe Rodrigues e Bolsonaro

Opositor de Bolsonaro, o futuro líder do governo Lula, faz declaração polêmica

Raldolfe Rodrigues, senador e líder da gestão Lula (PT), revelou que acredita 100% que Jair Bolsonaro (PL), será preso e punido por eventuais crimes que cometeu durante todo o seu mandato.

+ Bolsonaro deve fazer pronunciamento na TV hoje e o que falará deixará o Brasil chocado

Segundo Ranfolfe, quando os casos que envolve o ex-presidente sair das mãos do procurador-geral da República, Augusto Aras, que é aliado, haverá então espaço para uma aprofundamento criminal adequado.

“Bolsonaro será preso. Ele fez por isso. Se analisarmos todos os mandatos dele, já haveria motivos de sobra para ser condenado por peculato, corrupção ativa e passiva. Quem inventou o instituto do que charmosamente se chama de rachadinha, que na verdade é peculato, foi o Bolsonaro em seu primeiro mandato. Mas nos seus quatro anos de governo há um estudo de caso do Código Penal. Há crime de pandemia, desinformação de informações falsas, o próprio crime de peculato, prevaricação nas vacinas, abuso de poder político e econômico nas eleições, atentado ao Estado democrático de direito, incitação contra a ordem democrática, que ocorreu diversas vezes. Não há outro destino para ele”, revelou o senador em conversa ao ICL Notícias nesta sexta-feira (30).

Randolfe ainda revelou que viu na conclusão da Polícia Federal nesta semana, de que presidente cometeu crime ao associar a vacina do Covid ao vírus da Aids, claramente um indício de que o sistema judicial passará a ficar e agir contra o ex-presidente.

Randolfe Rodrigues e Bolsonaro

“O sistema de blindagem a Bolsonaro começa a se dissolver. Até um mês ou dois meses seria pouco provável o relatório da PF dando conta de que a denúncia que fizemos no curso da CPI sobre a absurda associação de vacina com Aids chegaria a essa conclusão”, disse.

Vale lembrar que a partir do dia 1º de janeiro, Jair perde o foro privilegiado, o que faz o senador ter certeza que será determinante para à prisão dele.

“O caso específico do relatório da CPI da Covid está na Justiça Federal e no Ministério Público Federal em Brasília. Além dessas, a responsabilização sobre as eleições também acontecerá. Tenho expectativa de que ainda em 2023 vamos ter a conclusão dos julgamentos sobre a responsabilização dele sobre o que fez nas eleições. O abuso dos poderes político e econômico”, conclui o senador.

 

Daniel Vicente
Daniel Vicente
Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!