Anvisa suspende marca de atum enlatado: “surto de intoxicação alimentar”

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu uma proibição que afeta a comercialização, a distribuição e o uso do atum ralado enlatado da marca Cellier. A decisão foi tomada em resposta aos relatos de um surto de intoxicação alimentar por histamina, que ocorreu em Centros de Educação Infantil (CEIs) de Campinas, no final de julho de 2023, e que foi associado ao consumo desse produto.

O lote afetado foi fabricado em 8 de maio deste ano e possui validade até 8 de maio de 2025. A Anvisa afirmou que um exame laboratorial conduzido pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) confirmou a contaminação do produto com valores superiores aos limites estabelecidos pela legislação sanitária.

Leia também: Veja lista com alimentos que a OMS considera cancerígenos

A histamina é uma substância que pode se formar em pescados após a morte do animal, quando não são mantidas as condições adequadas de manuseio e armazenamento. O consumo de alimentos contaminados pode levar a sintomas como dormência, formigamento e sensação de queimação na boca, erupções cutâneas no tronco superior, queda de pressão, dor de cabeça, coceira na pele, e em casos mais graves, náuseas, vômitos e diarreia. A gravidade da intoxicação pode variar, sendo que idosos e pessoas com condições de saúde pré-existentes estão mais propensos a sintomas severos.

Outros produtos sob suspensão da Anvisa

A Anvisa tem adotado medidas semelhantes em relação a outros produtos alimentares. Algumas delas incluem:

  • Suspensão da marca Fugini: Em março deste ano, a fabricação, comercialização, distribuição e uso de produtos da marca Fugini, incluindo molhos de tomate, conservas vegetais, maionese e mostardas, foram suspensos devido a problemas de higiene e controle de qualidade que apresentavam riscos à saúde.
  • Suspensão de chocolates da marca Garoto: Lotes de produtos da Chocolates Garoto Ltda. foram recolhidos e suspensos após suspeitas de contaminação por fragmentos de vidro. Os lotes afetados foram “Castanhas de Caju” e “Castanhas de Caju e Uvas Passas”.
  • Suspensão de sorvetes da Häagen-Dazs: A Anvisa determinou o recolhimento de produtos da marca Häagen-Dazs devido à presença de uma substância chamada 2-cloroetanol (2-CE) nos ingredientes, com possíveis impactos desconhecidos na saúde.
  • Recolhimento de fórmulas infantis: Em março de 2022, a Anvisa ordenou o recolhimento de lotes de fórmulas infantis em pó após internações e um óbito de bebês associados ao consumo desses produtos. Bactérias nocivas foram encontradas nas fórmulas.
  • Suspensão de chocolates da marca Elite e Kinder: Produtos das marcas Elite e Kinder foram suspensos devido a alertas de contaminação por salmonella, reforçando a preocupação com a segurança alimentar.
Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1605