Alerta grave: Cidade brasileira engolida por crateras corre risco de desparecer

TAG Notícias

Vinte e seis crateras gigantescas avançam sobre a cidade e algumas chegam a medir 600 metros de extensão e 70 de profundidade

Por causa de fenômeno geológico, Buriticupu no Maranhão corre risco de sumir e calamidade pública é decretada. As crateras são tão enormes que atingiram o grau de voçoroca, quando as fendas alcançam o lençol freático.

O Ministério de Integração e Desenvolvimento Regional reconheceu situação de calamidade pública da cidade maranhense que está correndo o risco de desaparecer por causa de fenômeno geológico.

Morador de fala sobre situação de Buriticupu: “Ninguém dorme de noite aqui. É a noite todinha acordado, escutando só o barranco cair”, conta Carlos Martins.

Voçoroca significa terra rasgada, e é isso mesmo o que acontece na cidade: durante o período chuvoso, que vai de janeiro a junho, a enxurrada rasga o solo, abre fendas.

Se não conter esse processo erosivo, vão se formando crateras que avançam rapidamente e atingem gigantescas dimensões.

O geólogo Clodoaldo Nunes estuda voçorocas há mais de 40 anos e acompanha a situação da cidade.

“A situação é tão grave que eu não sei se não é mais fácil você realocar a cidade do que combater essas voçorocas”

A cada ano, as crateras avançam, em média, cinco metros e ameaçam bairros inteiros.

+ Novo atentado: Aluno de 15 anos surta em escola do Rio de Janeiro e ataca colegas com faca

Era uma vila, uma vila grande aqui. Aqui tinha mais de 300 casas. Aí começou a cair, aí já tá indo para acolá e o povo só se mudando“, disse um outro morador de Buriticupu.

Cerca de 180 famílias correm o risco de perder suas casas, mais de 50 casa já foram engolidas e cinco pessoas já morreram.

O município decretou situação de calamidade pública, técnicos da Defesa Civil nacional e estadual estiveram no local.

Técnicos da Defesa Civil nacional e estadual estiveram no local e o município decretou situação de calamidade pública.

“Esse procedimento tem que ser adotado, porque o município não tem mais capacidade de resolver este desastre sem o apoio, tanto do governo do estado quanto do governo federal”, afirma o comandante do Corpo de Bombeiros de Maranhão.

O que você precisa saber

  • 26 crateras gigantescas estão avançando sobre Buriticupu, no Maranhão
  • Algumas chegam a medir 600 metros de extensão e 70 metros de profundidade
  • O fenômeno geológico coloca a cidade em risco de desaparecer e uma calamidade pública foi decretada
  • As crateras atingiram o grau de voçoroca, fendas que alcançam o lençol freático
  • Durante o período chuvoso, a enxurrada rasga o solo e abre fendas, que se tornam crateras se não contidas
  • As crateras avançam cerca de 5 metros por ano e ameaçam bairros inteiros
  • Mais de 50 casas já foram engolidas e cinco pessoas morreram
  • Cerca de 180 famílias correm o risco de perder suas casas.
  • Técnicos da Defesa Civil nacional e estadual estiveram no local e o município decretou situação de calamidade pública
Voçoroca em Buriticupu, no interior do Maranhão (Foto: Reprodução)
Voçoroca em Buriticupu, no interior do Maranhão (Foto: Reprodução)
Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1045