Viúva de Pelé pode ficar sem nada de herança de R$ 500 milhões e motivo revolta o Brasil

TAG Notícias

Segundo uma lei do Brasil, Márcia Aoki não é uma herdeira por direto de bens do marido

Segundo um levantamento feito por plataforma internacionais, Pelé deixou uma fortuna estimada em cerca de 100 milhões de dólares de patrimônio, o que convertido para real seria aproximadamente R$ 520 milhões de reais. Porém, a polêmica agora envolve o nome da viúva, Márcia Aoki, que pode fica sem nada dessa fortuna toda.

+ Contrato com Jade Picon na TV Globo não será renovado após Travessia

Isso porque, devido ao artigo 1.641 do Código Civil Brasileiro, determina que pessoas com mais de 70 anos não podem mais se casar no regime de divisão de bens. Com isso, pessoas acima dessa idade, fica previsto em lei a obrigatoriedade da separação total de bens. Pelé tinha 75 anos quando se casou com Márcia e por isso os bens dos dois não foram unidos.

Ou seja, o patrimônio que Pelé possuía antes de se casar permaneceu sendo exclusivamente dele, não entrando em divisão em caso de separação ou deixando direito de herança, como neste caso. No entanto,  Márcia ainda pode receber parte da herança caso Pelé tenha deixado isso em um testamento.

+ Guta Stresser fala sobre esclerose múltipla: “Saudades de ter energia”

Quem são os herdeiros?

Segundo lei, os herdeiros que têm direito a fortuna são oa 6 filhos vivos de Pelé: Kelly, Jeniffer, Flávia, Celeste, Edinho e Joshua. E também seus netos Otávio e Gabriel, filho de Sandra Regina, filha ignorada por Pelé que conseguiu comprovar na justiça a parternidade com Rei, mas que morreu em 2006, aos 42 anos, vítima de um câncer.

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1561