Suspeito de matar PM da Rota é preso em São Paulo, afirma governador Tarcísio

TAG Notícias

Neste domingo (30), o governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), anunciou pelas redes sociais a prisão de Patrick Bastos Reis, o suspeito de atirar e matar o soldado das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (ROTA). A captura ocorreu na Zona Sul de São Paulo e contou com o trabalho de inteligência da Polícia Militar, que já deteve outros três envolvidos no crime.

O governador enfatizou que a justiça será feita e que nenhum ataque contra os policiais ficará impune.

Leia também: RJ: Personal salva família, mas morre em incêndio ao tentar resgatar cão

O crime aconteceu na comunidade de Guarujá, no litoral paulista, no último dia 27 de julho. O suspeito, identificado como Erickson David da Silva, teria atirado a uma distância de mais de 50 metros em direção ao soldado da Rota.

Erickson, de 28 anos, era conhecido como o ‘sniper‘ utilizado pelos traficantes na região. Ele possui cabelos castanhos escuros, olhos castanhos escuros e pele parda.

Após a morte do soldado Patrick Bastos Reis, a ‘Operação Escudo’ foi iniciada para reforçar o policiamento em Guarujá, mobilizando cerca de 600 agentes com o objetivo de capturar os criminosos responsáveis pelo ataque aos policiais.

Além do suspeito de atirar no policial, outras cinco pessoas foram detidas e três homens morreram em confrontos com os agentes durante a operação.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que uma mulher de 27 anos e quatro homens, com idades entre 22 e 33 anos, foram presos em flagrante na última sexta-feira (28). Todos foram conduzidos à Delegacia do Guarujá, onde o caso foi registrado como homicídio, tentativa de homicídio e associação ao tráfico de drogas.

O ataque ao PM

O ataque resultou em Patrick Bastos Reis sendo baleado próximo ao tórax por um projétil calibre 9 milímetros enquanto realizava um patrulhamento em Guarujá. Outro policial também foi atingido na mão esquerda, sendo levado para o Hospital Santo Amaro e posteriormente liberado.

Essa prisão é um passo importante na busca por justiça e segurança para os policiais e a comunidade em geral. As autoridades continuam a investigar o caso para que todos os envolvidos sejam responsabilizados pelos seus atos.”

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1561