Ronnie Lessa é transferido de penitenciária federal no MS para Tremembé, no interior de SP

Caso Marielle Franco

Ronnie Lessa, assassino confesso da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, foi transferido da Penitenciária Federal de Campo Grande (MS) para o Complexo Penitenciário 1 de Tremembé, em São Paulo. A transferência foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, conforme despacho publicado em 7 de junho.

Leia também: André Valadão aconselha pais a não mandarem filhos para a faculdade

Contexto da Transferência

Lessa, ex-policial militar do Rio de Janeiro, está preso desde 2019 por ser o autor dos disparos que mataram Marielle Franco e Anderson Gomes em março de 2018. A mudança para Tremembé atende a um pedido da defesa de Lessa, incluído em seu acordo de delação premiada feito com a Polícia Federal e homologado pelo STF.

Opiniões Divergentes

A decisão de transferir Lessa para Tremembé foi contestada pela Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo. Em ofício enviado ao ministro Moraes em 12 de abril, o secretário Marcello Streifinger argumentou que o Complexo Penitenciário 1 de Tremembé não possui a capacidade necessária para abrigar um detento com o perfil de Lessa. Streifinger sugeriu a transferência para a unidade em Presidente Venceslau, no interior paulista, que ele considerou mais adequada para manter a segurança e o monitoramento necessários.

Colaboração Premiada

Segundo Alexandre de Moraes, os benefícios da colaboração premiada de Lessa dependem da eficácia das informações fornecidas, que serão avaliadas durante a instrução processual penal. O ministro determinou que as regras de segurança da unidade prisional sejam rigorosamente observadas, incluindo o monitoramento das comunicações de Lessa, tanto verbais quanto escritas, com qualquer pessoa externa à penitenciária. As visitas também deverão ser monitoradas enquanto o processo não estiver concluído.

Repercussão

A transferência de Ronnie Lessa para Tremembé, um presídio de segurança máxima conhecido por abrigar presos de alta periculosidade e envolvidos em crimes de grande repercussão, reflete a complexidade e a sensibilidade do caso. A morte de Marielle Franco e Anderson Gomes continua a ser um tema de intensa atenção pública e jurídica no Brasil.

Para mais atualizações sobre este e outros assuntos importantes, siga a gente no Google News.

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1069

Deixe um comentário