Rodovia entre Brasil e Chile deve aproximar relações na América Latina

TAG Notícias

Em um importante pronunciamento no Rio de Janeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) revelou que as obras da ambiciosa rodovia que ligará o Brasil ao Chile, atravessando a região da selva paraguaia conhecida como “inferno verde”, estão oficialmente contempladas no novo plano de investimentos.

O governo federal planeja investir cerca de R$ 368 milhões para viabilizar a infraestrutura do lado brasileiro da Ponte Bioceânica, que se estenderá entre Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul, e Carmelo Peralta, no Paraguai.

Leia também: Presidentes de oito países amazônicos assinam Declaração de Belém

Esses fundos também serão direcionados para a restauração completa da BR-267, particularmente no trecho entre o distrito de Alto Caracol e Porto Murtinho.

Esses projetos estão integrados ao conjunto de iniciativas de melhoria viária dentro da mais recente iteração do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), cujo anúncio foi formalizado pelo presidente Lula da Silva em uma cerimônia realizada no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (11).

A conclusão da parte brasileira da Rota Bioceânica tem como objetivo central estabelecer ligações entre os portos de Santos (SP), no Brasil, e Iquique e Antofagasta, no Chile.

O percurso total abrangerá 3,4 mil quilômetros e atravessará também o território do Paraguai, incluindo a desafiadora região do Chaco (também conhecida como Pantanal Paraguaio) e partes da Argentina.

Estudos conduzidos pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL) indicam que a megaestrada tem o potencial de significativamente encurtar as rotas marítimas para exportações brasileiras destinadas à Ásia, com uma redução de mais de 9,7 mil quilômetros.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2015