Logo
Virou notícia, virou Tag!

Roberto Jefferson se entrega após resistir e ferir dois agentes da Polícia Federal

Facebook
Twitter
LinkedIn
Roberto Jeferson (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) foi preso após resistir a tiros e granada

Autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, Roberto Jefferson foi preso neste domingo.

Em nota, a assessoria de imprensa do Supremo divulgou sobre a resistência de do ex-deputado à prisão.

“Durante a diligência, o alvo do mandado reagiu à ordem de prisão anunciada pelos policiais federais”, disse a PF na nota.
“Na ação, dois policiais foram feridos por estilhaços de granada arremessada pelo alvo e levados imediatamente ao pronto socorro. Após o atendimento médico, ambos foram liberados e passam bem”, acrescentou a PF. “A equipe da PF foi reforçada e os policiais permanecem no local com o objetivo de cumprir a determinação judicial.”

Em um vídeo, o próprio Jefferson fala que atirou contra agentes, mas diz que seu objetivo não era feri-los.
“Eu não atirei em ninguém para pegar, eu atirei no carro e perto deles”, disse ele.

O advogado de Jefferson, Gustavo Cunha, disse à Reuters que aconselhou o ex-deputado a se entregar, o que se aconteceria horas depois da primeira tentativa da PF.

Jefferson cumpria prisão domiciliar desde o começo do ano, investigado num inquérito que apura a organização de milícias digitais e atos antidemocráticos.

Redação
Redação