Presidente da FPF é a favor do fim da proibição de cervejas em estádios de São Paulo

TAG Notícias

A venda de bebidas alcoólicas é proibida nos estádios de São Paulo desde 1996

O presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, posicionou-se a favor do fim da proibição da venda de cervejas com álcool nos estádios de São Paulo.

A venda de bebidas alcoólicas nos estádios paulistas foi proibida desde 1996, pela Lei Estadual nº 9.470, devido a uma briga entre torcedores organizados de Palmeiras e São Paulo na decisão da Supercopa São Paulo de Juniores, em 1995.

+ Corinthians anuncia contratação do técnico Vanderlei Luxemburgo

Em entrevista, Reinaldo explicou que é contra a restrição, pois acredita que ela torna o evento menos atrativo.

Lamentavelmente, nós somos o único Estado do Brasil que não tem cerveja nos estádios. O futebol, a cerveja são fatores que contribuem para o lazer, para o dia de jogo. O torcedor gosta de chegar mais cedo no estádio, tomar uma cerveja com seus amigos, falar de futebol, e nós não temos isso, infelizmente”, iniciou ele.

Nós temos na porta do estádio bares e ambulantes vendendo cerveja, cachaça, vodka, tudo o que você quiser. E aí o cara anda dez metros, entra para o estádio e não pode nada. É muito mais saudável para todo mundo, principalmente financeiramente para os clubes, que ele consuma dentro do estádio. E volto a frisar, o cara anda dez metros, entra no estádio e não pode tomar. Na rua vale tudo. Mas nós vamos resolver isso, podem esperar”, concluiu o presidente.

Em 2019, o projeto para a liberação da venda de bebidas alcoólicas foi vetado pelo então governador João Dória após tentativas de revogação da lei.

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 977