Polícia Federal vê elementos para indiciar Michelle Bolsonaro em caso de joias

TAG Notícias

A Polícia Federal possui elementos substanciais para futuramente indiciar Michelle Bolsonaro no caso das joias. De acordo com informações de fontes ligadas à investigação, há perspectiva de que ela preste depoimento, porém, não se observa urgência em convocá-la, uma vez que o processo de indiciamento pode ser procedido com base nos elementos já presentes.

Leia também: Polícia da Bahia já matou em um ano mais que todas as polícias dos Estados Unidos

“É altamente provável que haja um indiciamento, sem margem para dúvidas”, afirmou um oficial da Polícia Federal, sem especificar os possíveis delitos em questão. A apuração investigativa está focada em supostas irregularidades, como peculato (apropriação de recursos públicos) e lavagem de dinheiro.

Recentemente, em 11 de agosto, a Polícia Federal lançou uma operação com o objetivo de averiguar alegações de desvio de presentes oficiais concedidos durante o governo Bolsonaro. Há suspeitas de que indivíduos vinculados ao ex-presidente possam ter comercializado esses itens de forma ilícita, considerando que eles pertencem ao patrimônio da União.

Na avaliação dos investigadores, o processo está sendo conduzido como um caminhar cauteloso, assemelhando-se a uma análise minuciosa e gradual.

A primeira fase da operação teve como alvos:

  • Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro e tenente-coronel do Exército;
  • Mauro Cesar Lorena Cid, seu pai, general da reserva do Exército;
  • Osmar Crivelatti, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro e tenente do Exército;
  • Frederick Wassef, advogado que já defendeu Bolsonaro e seus familiares em diversos processos judiciais.

A Polícia Federal solicitou a quebra dos sigilos bancários tanto de Michelle quanto do ex-presidente. Esses dados podem corroborar as suspeitas de que Michelle Bolsonaro seja uma das beneficiárias das supostas irregularidades.

Leia também: Extremista de direita na Argentina lidera primárias para presidente

Além disso, os investigadores aguardam os desdobramentos das diligências conduzidas pelo FBI nos Estados Unidos, que estão relacionadas às transações envolvendo esses bens.

Os desdobramentos do caso têm gerado agitação no círculo próximo a Bolsonaro. Na ocasião em que a Polícia Federal cumpriu mandados contra militares ligados a Bolsonaro em 11 de agosto, a ex-primeira-dama reagiu à provocação sobre o assunto. Um maquiador que a acompanhava lançou um copo de gelo em direção a uma mulher que estava filmando a situação.

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1763