PF prende irmão de foragido da penitenciária de Mossoró

TAG Notícias

A Polícia Federal anunciou nesta sexta-feira (22) a prisão de Johnney Weyd Nascimento da Silva, de 40 anos, irmão de Deibson Cabral do Nascimento, um dos dois fugitivos da penitenciária federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. A detenção ocorreu em Rio Branco, capital do Acre.

Condenado por roubo e associado a uma facção criminosa, Johnney estava com um mandado de prisão em aberto, o qual foi cumprido nesta sexta. A operação de detenção foi conduzida pela FICCO/AC (Força Integrada de Combate ao Crime Organizado do Acre), que reúne as polícias Civil, Federal, Militar e Rodoviária Federal.

Leia também: Porteiro de escola em Niterói é brutalmente assassinado a facadas e suspeito acaba preso

Até o momento, não há informações sobre a possível ligação de Johnney com a fuga de Deibson Cabral do Nascimento, de 33 anos, e Rogério da Silva Mendonça, de 35, ocorrida em 14 de fevereiro. No entanto, a PF afirmou que a prisão ocorreu em relação ao episódio em Mossoró. “Com várias forças de segurança envolvidas nas buscas e troca de informações, foi possível localizar o preso desta manhã”, declarou um porta-voz.

Três suspeitos de auxiliarem na fuga da dupla já foram presos pela PF. Durante as diligências, armas, drogas e um veículo foram apreendidos.

Operação Intensifica Busca por Fugitivos

Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento fugiram da penitenciária há nove dias, sendo os primeiros detentos a escaparem de uma unidade de segurança máxima no país. Desde então, 500 policiais federais, rodoviários federais e estaduais estão empenhados na busca pelos foragidos. Além disso, mais 100 homens da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) irão integrar a operação.

Descubra o poder do CANVA com o melhor curso em vídeo, do básico ao avançado e alavanque suas redes sociais

Investigações indicam que os detentos utilizaram ferramentas encontradas dentro da penitenciária, como um alicate, para a fuga. A unidade estava passando por reformas internas, e os equipamentos não foram armazenados adequadamente, facilitando o acesso dos presos. Autoridades acreditam que os fugitivos ainda estejam na região próxima à penitenciária.

Para acompanhar atualizações sobre este caso e outras notícias, siga-nos no Google News clicando aqui.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1748

Deixe um comentário