Passageiras de ônibus agridem homem suspeito de assédio sexual; veja o vídeo

Vídeos viralizam nas redes sociais, exibindo o corajoso ato de passageiras que confrontaram um suspeito de assediar sexualmente mulheres dentro de um ônibus, na Zona Sul de São Paulo.

As imagens mostram as mulheres desferindo socos e chutes no agressor, que posteriormente foi levado até um batalhão da Polícia Militar, após o ocorrido.

Leia também: Médico desaparecido há uma semana é encontrado morto com pés e mãos amarrados

De acordo com informações da SPTrans ao G1, o incidente aconteceu no cruzamento entre a Avenida Senador Teotônio Vilela e a Avenida Atlântica, na Cidade Dutra, dentro de um ônibus que seguia o itinerário Unisa-Campus 1/Terminal Santo Amaro, operado pela Transwolff, no último sábado (29).

Os vídeos revelam a indignação das passageiras diante do suspeito, que é repreendido verbalmente por uma das mulheres ao ser solicitado a respeitar as demais. Em meio às agressões físicas, alguns passageiros tentam acalmar a situação.

Veja o vídeo:

A passageira destaca a frequência desse tipo de ocorrência no cotidiano das mulheres e ressalta sua preocupação como mãe de uma adolescente de 15 anos.

Após o ocorrido, as passageiras levam o suspeito até o 27º Batalhão da Polícia Militar, localizado no Parque América, continuando a agredi-lo. As mulheres alegaram que o homem havia apresentado comportamentos inadequados dentro do coletivo.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), as mulheres foram orientadas a registrar o incidente na delegacia da área, mas optaram por não fazê-lo devido a compromissos pessoais. Todos os envolvidos foram liberados.

Leia também: Governador de SP, Tarcísio quer incluir expansão da Linha 2-Verde até Guarulhos em novo PAC

Tanto a SPTrans quanto a Secretaria de Segurança Pública enfatizaram sua repulsa a qualquer forma de assédio e abuso no transporte público e reafirmaram o compromisso em prevenir e combater a violência sexual nos ônibus do sistema municipal de transporte. Conforme protocolo da SPTrans, o motorista conduziu o ônibus à unidade policial mais próxima após ser informado sobre o caso de importunação sexual.

Ação corajosa das passageiras ressalta a importância de combater ativamente o assédio sexual no transporte público, destacando a relevância da colaboração de todos os envolvidos para criar um ambiente seguro e respeitoso para todos.

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1489