Pantanal em chamas: Mato Grosso do Sul decreta emergência após incêndios florestais

situação de emergência

O governo do Mato Grosso do Sul (MS) decretou, nesta segunda-feira (24/6), situação de emergência nos municípios atingidos por incêndios florestais, principalmente na região do Pantanal. O decreto, publicado no Diário Oficial do estado, tem validade de 180 dias.

O objetivo do decreto de emergência é facilitar um combate mais rápido e eficaz contra as chamas. Em caso de risco iminente, os agentes poderão adentrar as casas para prestar socorro, determinar a evacuação e utilizar propriedades particulares.

Leia também: Nível do rio Guaíba volta a subir e alerta para população é feito no Rio Grande do Sul

O Centro Nacional de Monitoramento de Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) indica que as bacias afluentes às estações de medições fluviométricas dos municípios de Ladário e de Porto Murtinho – banhados pelo Rio Paraguai – estão em condições de seca hidrológica excepcional.

Segundo o governo do estado, o período de seca prolongada que o Mato Grosso do Sul enfrenta resultou em um aumento exponencial dos focos de calor. Além disso, as queimadas para agropecuária pantaneira causaram prejuízos significativos, tanto econômicos quanto ambientais, afetando a vegetação, o solo, a fauna, os bens materiais e a segurança da vida humana.

Quer ficar atualizado sobre essa e outras notícias ambientais importantes? Siga a gente no Google News

Débora Carvalho
Débora Carvalho

Uma apaixonada por histórias e uma contadora nata. Com base em Belo Horizonte, curso Jornalismo e alimento minha curiosidade incessante por notícias e cultura pop. Se você procura uma abordagem vibrante e envolvente, está no lugar certo!

Artigos: 1069

Deixe um comentário