Paciente toca violão no meio de cirurgia para retirada de tumor no cérebro

Conheça a incrível história de Maurício Alkinder Stemberg, um produtor musical de 55 anos, que tocou violão durante uma cirurgia de remoção de tumor cerebral. O procedimento, realizado no renomado Hospital Cajuru, integrante do Sistema Único de Saúde (SUS) em Curitiba, teve duração aproximada de 4 horas.

A intervenção foi conduzida pelo experiente médico neurocirurgião Carlos Alberto Mattozo, especialista no procedimento com o paciente acordado, especialmente indicado para casos em que há problemas relacionados à linguagem na região cerebral.

Leia também: Homem entra em trem em São Paulo e esfaqueia duas pessoas no vagão

Durante o procedimento, o paciente é inicialmente sedado para garantir conforto e segurança. A equipe médica utiliza a técnica de neuronavegação para mapear meticulosamente a região cerebral e identificar a localização precisa do tumor. Com base nesse mapeamento, é realizada a incisão e a subsequente abertura do osso craniano.

Paciente toca violão durante cirurgia de retirada de tumor no cérebro em Curitiba — Foto: Reprodução/RPC
Paciente toca violão durante cirurgia de retirada de tumor no cérebro em Curitiba — Foto: Reprodução/RPC

Neste momento, a sedação é reduzida, permitindo que o paciente recupere gradualmente a consciência. Isso possibilita que o paciente participe ativamente do processo, respondendo a questionamentos do médico e executando comandos específicos durante a cirurgia.

No caso de Maurício, surpreendentemente, sua paixão pela música transcendeu o ambiente cirúrgico. Enquanto muitos pacientes apenas movimentam membros e ocasionalmente interagem verbalmente com os médicos, Maurício demonstrou um talento singular ao cantar e tocar violão durante a intervenção.

A esposa de Maurício, Sônia de Souza, acompanhou todo o procedimento com apreensão e emoção. Ela relembra o momento em que recebeu a notícia de que seu marido estava tocando e cantando durante a cirurgia, o que trouxe um alívio imenso. Sônia destaca o amor profundo de Maurício pela música, comparando-o a uma nota musical encarnada.

O diagnóstico da doença

O diagnóstico do tumor cerebral foi feito no início de julho, cerca de três semanas antes da cirurgia. Maurício começou a experimentar convulsões e desmaios, o que levou à descoberta do tumor. Ele relembra como esses eventos afetaram sua vida e o levaram ao procedimento cirúrgico que se tornaria uma experiência única.

Através da habilidade excepcional de Carlos Alberto Mattozo e sua equipe médica, aliada à determinação e paixão de Maurício pela música, essa cirurgia de remoção de tumor cerebral se tornou um exemplo notável de superação e resiliência.

Seja inspirado pela incrível jornada de Maurício Alkinder Stemberg, um testemunho vivo da força do espírito humano e da harmonia entre medicina e paixões individuais.

Daniel Vicente
Daniel Vicente

Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!

Artigos: 1489