Logo
Virou notícia, virou Tag!

Oxxo segue em ritmo acelerado no Brasil e chega a 350 unidades abertas

Oxxo continua em expansão no Brasil e abre uma unidade por dia

Facebook
Twitter
LinkedIn
Oxxo abre uma unidade por dia no Brasil (Foto: Reprodução)
Oxxo abre uma unidade por dia no Brasil (Foto: Reprodução)

Em menos de três anos desde sua entrada no mercado brasileiro, a Oxxo já estabeleceu 350 de seus mercados de conveniência em São Paulo e na região metropolitana. Entre junho de 2022 e junho deste ano, foram inauguradas 216 novas lojas, o que equivale a uma média de uma nova loja a cada dois dias.

A empresa, que é uma subsidiária da mexicana Femsa e opera em parceria com a Raízen no Brasil, pretende manter o ritmo acelerado de abertura de lojas que iniciou em dezembro de 2020, quando entrou no mercado brasileiro. No período de maio a agosto deste ano, a Oxxo abriu mais 25 lojas.

Leia também: Falida, fábrica de chocolates Pan vai a leilão, mas quase nenhum objeto recebe lances

Atualmente, a marca está presente em várias cidades, incluindo São Paulo, Campinas, Osasco, São Bernardo do Campo, Piracicaba, Guarulhos, Santo André, São Caetano do Sul e Sorocaba.

De acordo com analistas, a estratégia da empresa é conquistar o mercado ao se estabelecer em todos os bairros das cidades, o que a levou a abrir lojas em áreas onde seus concorrentes, como Carrefour Express, GPA e Hirota, não atuam. Os resultados de junho da Raízen indicam que o ritmo de abertura de novas unidades está alinhado com um plano de crescimento “acelerado e sustentável para liderar o setor”, com um aumento na média de vendas.

Oxxo chega a 350 unidades no Brasil (Foto: Reprodução / Tag Notícias)
Oxxo chega a 350 unidades no Brasil (Foto: Reprodução / Tag Notícias)

A proposta de negócio da Oxxo é simples e ao mesmo tempo desafiadora de ser executada. Com uma densidade de unidades sem precedentes no Brasil, a empresa atua como um intermediário entre as lojas de conveniência de postos de combustível e supermercados. Todas as lojas da Oxxo são de propriedade da empresa, não sendo franquias.

A estratégia de regionalização do negócio levou a Oxxo a incluir pão francês em seu sortimento de produtos, um item essencial para os brasileiros e crucial para a fidelização dos clientes. Além disso, as lojas da empresa oferecem uma ampla variedade de produtos para as necessidades do dia a dia, com foco especial em alimentos e bebidas.

Alberto Serrentino, especialista em varejo e fundador da Varese Retail, destaca que a abertura acelerada de lojas pela Oxxo está relacionada à viabilidade econômica do negócio. Ele ressalta que o modelo da Oxxo depende da otimização da logística de reabastecimento diário das lojas, o que é caro e complexo de realizar com poucas unidades. Portanto, a sustentabilidade do negócio requer um grande número de lojas para diluir os custos operacionais.

Leia também: Carrefour lança franquia de R$ 150 mil para competir com Oxxo

Jean Paul Rebetez, sócio-diretor da Gouvêa Consulting, observa que a Oxxo aproveitou a oportunidade durante a pandemia, quando muitas empresas pequenas fecharam, para estabelecer sua presença na capital paulista. Ele destaca que a empresa já possui mais de 19 mil lojas na América Latina e que o número atual de lojas no Brasil é apenas o começo de sua expansão para todo o país.

A decisão da Oxxo de manter todas as suas lojas como parte de uma rede própria, em vez de usar o modelo de franquia, contribui para a padronização operacional, apesar dos custos elevados. Ana Paula Tozzi, CEO da AGR Consultores, afirma que a visão da Oxxo para o mercado brasileiro é de longo prazo, e a empresa está disposta a investir o tempo necessário para conquistar novos mercados cidade por cidade.

Atualmente, a Raízen, que opera lojas Oxxo e Shell Select, possui 1.638 pontos de venda no Brasil, um aumento de 19,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. No entanto, a Shell Select adota o modelo de franquias, enquanto a Oxxo ainda não explorou essa abordagem.

Concorrência se mexe para barrar crescimento da Oxxo

Para enfrentar a concorrência, o Carrefour Express adotou o modelo de franquia no final de junho deste ano, com investimento a partir de R$ 150 mil, e possui 151 unidades em São Paulo. O concorrente GPA possui 280 lojas.

Embora o crescimento da Oxxo tenha sido impressionante, não está isento de desafios, incluindo a competição acirrada e os custos operacionais elevados. A empresa está comprometida em escalonar de forma sustentável e lucrativa, mesmo que isso seja um desafio no cenário brasileiro. No entanto, devido à falta de divulgação de números financeiros específicos, a saúde financeira do negócio permanece uma incógnita.

Daniel Vicente
Daniel Vicente
Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!