Novo medicamento para tratar Alzheimer precoce é aprovado nos Estados Unidos

esperança

A FDA (Food and Drug Administration) aprovou nesta terça-feira (2) o donanemab, um anticorpo monoclonal desenvolvido pela Eli Lilly para retardar a progressão da doença de Alzheimer em estágios iniciais. Comercializado como Kisunla, o medicamento atua removendo placas amiloides no cérebro, uma característica marcante da doença.

Leia também: Casa do Pão de Queijo pede recuperação judicial, com dívida de R$ 57 milhões

Como Funciona o Donanemab

Donanemab é projetado para retardar a progressão do Alzheimer, permitindo que os pacientes mantenham sua independência e participem de atividades diárias por mais tempo. Ensaios clínicos mostraram que o medicamento pode reduzir o risco de progressão da doença em até 35% ao longo de um ano e meio, comparado ao placebo. Embora não seja uma cura, esta abordagem pode ser uma mudança significativa na gestão do Alzheimer.

Custo e Acessibilidade

O tratamento com Kisunla custa aproximadamente R$ 181 mil por ano, mas a Eli Lilly acredita que a detecção precoce e o tratamento antecipado podem reduzir os custos a longo prazo. “A cada ano, mais e mais pessoas correm o risco de contrair esta doença e estamos determinados a tornar a vida melhor para elas”, disse Anne White, vice-presidente executiva da Lilly Neuroscience.

Receba nossas notícias em tempo real no whatsapp

Riscos e Precauções

Embora o donanemab tenha demonstrado eficácia, há riscos associados ao tratamento. Durante os ensaios clínicos, alguns pacientes apresentaram micro-hemorragias cerebrais, conhecidas como ARIA, o que levou à adição de ressonâncias magnéticas antes da administração da segunda dose para detectar casos assintomáticos.

Importância da Aprovação

Com a aprovação, donanemab se junta a outros tratamentos como Leqembi e Aduhelm, oferecendo mais opções para pacientes e médicos. A Associação de Alzheimer comemorou a decisão, destacando a importância de ter múltiplas opções de tratamento para essa doença devastadora.

Siga a gente no Google News para mais atualizações sobre avanços no tratamento do Alzheimer.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 2075

Deixe um comentário