Logo
Virou notícia, virou Tag!

Novo Ensino Médio deve ter aumento de carga horária; propõe MEC

MEC Propõe Mudanças no Ensino Médio com Aumento na Carga Horária e Redução de Itinerários Formativos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Novo ensino médio no Brasil
Novo ensino médio no Brasil (Foto: reprodução)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, em 7 de agosto, uma proposta abrangente de alterações para o novo Ensino Médio. Segundo o documento apresentado pelo ministério, está previsto um aumento na carga horária da formação básica dos estudantes, enquanto as áreas de itinerários formativos serão simplificadas.

O Ministro da Educação, Camilo Santana, destacou que a ideia central é elevar a carga horária do currículo comum, que engloba disciplinas fundamentais como Português, Matemática e História, para 2,4 mil horas.

Leia também: Primeira ministra negra do TSE, Edilene Lôbo toma posse nesta terça

Caso a proposta seja aprovada como está, 80% da carga horária curricular será dedicada a um conjunto de disciplinas do currículo comum, representando um aumento de 20%.

De acordo com a nova regra, haverá uma exceção para cursos técnicos, que poderão contar com um mínimo de 2,2 mil horas na formação geral básica.

O MEC também revelou os resultados da Consulta Pública para Avaliação e Reestruturação da Política Nacional de Ensino Médio. A divulgação ocorreu em 7 de agosto e contou com a análise de especialistas no setor educacional. A próxima etapa envolverá a consideração das propostas por parte dos órgãos normativos e do setor educacional até o dia 21 de agosto. Após essa fase, o MEC consolidará as sugestões em um relatório final, o qual será submetido à apreciação do Congresso Nacional.

É importante destacar que a proposta atual reflete o resultado da consulta pública, visando construir um diálogo inclusivo para aprimorar a qualidade da educação no Ensino Médio no Brasil.

As alterações propostas pelo MEC também serão compartilhadas com as Comissões de Educação da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Essas comissões poderão contribuir com o relatório final, utilizando como base as informações obtidas nas audiências públicas conduzidas pelas casas legislativas.

Daniel Vicente
Daniel Vicente
Sou um entusiasta da informação, natural de Brasília. Atualmente, mergulho nos estudos de Ciências Políticas. Aqui, você encontrará análises aprofundadas sobre política, economia e assuntos globais. Vamos explorar juntos o vasto universo do conhecimento!