Mulher é assassinada em SP pelo marido um dia após registrar B.O. por violência doméstica

TAG Notícias

A vítima, Renata Tereza de Sousa Manoel, havia registrado um boletim de ocorrência por violência doméstica contra o agressor no dia anterior

Uma mulher de 35 anos foi morta a facadas pelo marido, Sidney Ferreira da Silva, de 38 anos, em frente ao Memorial da América Latina, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (5).

A Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de agressão do lado de fora do memorial, onde estava acontecendo um evento. As equipes encontraram Renata Tereza de Sousa Manoel deitada no chão, com ferimentos causados por uma faca.

+ Assassino de ataque em creche em Blumenau se entrega na delegacia

 

Resumo da Notícia

  • Mulher é assassinada a facadas pelo marido em frente ao Memorial da América Latina, em São Paulo
  • Vítima havia registrado boletim de ocorrência por violência doméstica contra o suspeito no dia anterior
  • Polícia Militar é acionada para ocorrência de agressão e encontra a vítima deitada no chão com ferimentos causados por faca
  • Vítima é socorrida por ambulância particular, mas não resiste aos ferimentos e morre no hospital
  • Antes de morrer, a vítima entrega o boletim de ocorrência ensanguentado à equipe médica
  • Suspeito do crime, identificado como Sidney Ferreira da Silva, de 38 anos, foge do local após o ataque vestindo uma jaqueta vermelha
  • Vítima havia solicitado medida protetiva contra o suspeito, mas ele ainda não havia sido comunicado
  • Caso é registrado no 23º Distrito Policial de Perdizes e a 7ª Delegacia de Defesa da Mulher auxiliará nas buscas pelo suspeito

 

Uma ambulância particular do próprio evento socorreu a vítima e a levou para o Pronto-Socorro do Hospital Santa Casa, mas ela não resistiu aos ferimentos.

Antes de morrer, Renata Tereza de Sousa Manoel entregou o boletim de ocorrência — que estava ensanguentado — à equipe médica.

O suspeito do crime fugiu do local após o ataque e estava vestindo uma jaqueta vermelha. Segundo a Polícia Civil, a vítima havia solicitado medida protetiva, mas Sidney Ferreira da Silva ainda não havia sido comunicado.

O caso foi registrado no 23° Distrito Policial de Perdizes e a 7ª Delegacia de Defesa da Mulher dará auxílio nas buscas pelo suspeito.

A violência contra a mulher é uma triste realidade no Brasil e tem se intensificado nos últimos anos. Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2020, o país registrou 105.821 casos de lesão corporal dolosa contra mulheres, além de 648 casos de feminicídio. É fundamental que as mulheres vítimas de violência doméstica denunciem seus agressores e solicitem medidas protetivas, mas também é importante que as autoridades atuem efetivamente para garantir a segurança e proteção dessas mulheres.

 

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira

Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Artigos: 1727