Logo
Virou notícia, virou Tag!

Michelle Bolsonaro diz que parte dos móveis da Alvorada eram seus

Facebook
Twitter
LinkedIn
Michelle Bolsonaro diz que parte dos móveis da Alvorada eram seus
Michelle Bolsonaro diz que parte dos móveis da Alvorada eram seus

A ex-primeira dama Michelle Bolsonaro utilizou sua conta no Instagram para responder sobre o paradeiro dos móveis do Palácio da Alvorada

Segundo Michelle Bolsonaro, as peças pertencentes à União estão armazenadas no depósito da residência oficial e podem ser utilizadas em rodízio. Além disso, ela afirmou que os lençóis utilizados durante os quatro anos da gestão de Bolsonaro foram trazidos de sua casa no Rio de Janeiro.

A Presidência da República anunciou recentemente que 83 dos 261 móveis do Palácio da Alvorada que estavam desaparecidos no início do ano ainda não foram localizados (32%).

+ Esposa de famoso jogador de futebol é investigada por envolvimento em esquema criminoso

Sem mencionar Lula (PT) ou a atual primeira-dama Janja, a presidente do PL Mulher ironizou as cobranças da Presidência e sugeriu uma “CPI dos Móveis”.

Michelle Bolsonaro afirmou ter ficado dormindo na cama do Alvorada por seis meses até que a mudança de sua casa chegasse, momento em que os móveis foram retirados e colocados no depósito. Ela reforçou que os móveis que saíram do quarto e da sala eram os móveis de sua casa no Rio de Janeiro, conforme registrado em momentos em família, e que pode provar isso.

 


Na primeira semana de governo do Lula (PT), Janja mostrou infiltrações, janelas quebradas e casos de má-conservação do patrimônio presidencial.

Entre os problemas identificados pela nova gestão, estava o desaparecimento de algumas peças do mobiliário. Por conta dos danos identificados no palácio, a mudança de Lula e Janja para o Alvorada aconteceu apenas em meados de fevereiro. O estado da residência presidencial foi a justificativa apresentada pela Secretaria de Comunicação para uma série de compras feitas pelo novo governo para o local.

O governo federal gastou R$ 196.770 com apenas seis peças de móveis para a decoração da suíte presidencial do Palácio do Alvorada. Parte das compras — uma cama, dois sofás e duas poltronas — foram feitas em uma loja de decoração em Brasília, com um colchão “king size” sendo adquirido em outra loja.

Os itens mais caros são o sofá, que possui um mecanismo para reclinar cabeça e pés, por R$ 65.140, e a cama, por R$ 42.230, com ambas as peças sendo revestidas em couro italiano 100% natural com tratamento exclusivo para evitar ressecamento.

Sarah Oliveira
Sarah Oliveira
Uma amante das palavras em uma jornada incessante de descoberta. Originária de São Paulo, encontro nas nuances da linguagem minha paixão. Com formação em Comunicação, tenho o prazer de guiar você pelos intrincados caminhos das notícias, oferecendo uma perspectiva única sobre o que acontece no Brasil e no mundo.